Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Terça-feira, 31.03.15

Novidades... novidades!

Como puderam reparar lá em cima no descritivo do blogue...

 

 

......temos grandes novidades para contar!

 

.....

 

Se não repararam ide pois ler e ficais a saber!!!

 

.....

 

 

É verdade! Cá em casa somos afinal 5!!!

 

Foi com uma enorme alegria que no dia da mulher, fiz o dito teste de gravidez (que andava na minha mala há uns dias) e o resultado foi positivo! 

 

Quem connosco se cruzou nesse domingo lá para os lados de Mogofores pôde fazer a festa connosco! Foi uma grande alegria descobrir o porquê de tanto mau estar e tanto enjoo...

 

É por isso que este blogue tem andado a meio gás... como não existem duas gravidezes iguais desta vez tenho tido direito a tudo: enjoos de manhã até à noite, sono a toda a hora, azia e cansaço, muito cansaço... e como descobri relativamente cedo (às 5 semanas) comparando com a outra gravidez que andou escondida até às 11 semanas... ainda tenho muito caminho para percorrer!

 

Esta é a razão das obras em casa, da semana atribulada, dos textos meio por acabar... esta é a razão de andar completamente nas nuvens, de só me apetecer bordar enxoval em vez de fazer outras coisas!

 

Alegrem-se connosco, pois aquilo que um dia considerei o "impensável" (voltar à maternidade) afinal irá acontecer na primeira semana de Novembro! Seremos assim a única família (da nossa geração) com três filhos aqui na nossa aldeia!

 

Cá em casa anda tudo numa animação! A grande maioria espera o menino, mas se for menina a alegria será também enorme!

 

Agora já nos podem dar os parabéns - mesmo quem já sabia, faça de conta que foi uma surpresa! 

 

 

Parece que afinal sou mesmo eu a próxima a precisar das roupinhas que tenho ali guardadas... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, 30.03.15

Passar da tristeza à alegria!

Conto*

 

Um homem andava sempre triste. Um dia, quando vagueava sozinho pelos campos, a pensar apenas em desgraças, encontrou um jovem pastor. Este tinha um rosto sorridente e, ao olhar para o desconhecido, perguntou-lhe:

 - Porque anda assim tão triste?

 - Porque me sinto imensamente só.

O pastor disse:

 - Também eu ando sozinho todo o dia e não sou uma pessoa triste!

 - Então e qual é o segredo da tua alegria?

- Tenho um companheiro que está sempre comigo, que é Jesus Cristo! Sinto que ele me acompanha sempre e que me ama!

 - E será que ele também me ama a mim?

Responde o pastor:

 - Vês lá adiante a nossa aldeia? Vês as casas? Vês as janelas?

 - Vejo tudo isso...

 - Então repara que todas as janelas, mesmo as mais pequenas são todos os dias banhadas pela luz do sol.

Talvez tu andes triste porque ainda não abriste a tua janela ao sol que é Cristo Ressuscitado!

 

 

---

 

Recordei-me deste conto enquanto escutava as palavras da homilia no domingo, tinha sido eu a ler o "narrador" no Evangelho e confesso que me comovi ao ler algumas das atrocidades sofridas por Jesus quando foi preso... além de tudo isto normalmente nesta época sinto-me sempre muito triste e com pena de tanta maldade que sabemos acontecer neste nosso mundo... Mas esta não é uma época de ficar apenas na melancolia e na tristeza, como se apenas esperássemos o fim...

 

Muito pelo contrário, aquilo que nós cristãos sabemos é que pelo amor nasce a vida, a vida em abundância, a vida plena, todos nós sabemos que depois da cruz chega a luz e o Sol que brilha sem ocaso!

 

E isso sim, é que me dá força e coragem no meu caminho!

 

É a certeza de que ao longo do meu dia nunca estou só, nunca serei apenas eu a desempenhar as minhas tarefas, não serei apenas eu a tentar resolver os problemas que teimam em aparecer... 

 

E todos os dias recordo este lindo lema "Nós Jesus, vamos...

 

... enfrentar as dificuldades;

... sorrir a quem passa por nós;

... escutar quem precisa de desabafar;

... levar os sacos da vizinha que não pode;

... preparar o relatório único, uma e outra vez;

... fazer o jantar mesmo a morrer de cansaço;

... encontrar tempo para viver o Tríduo Pascal em comunidade...

 

Pequenos gestos que deixam as nossas janelas cheias da luz do Sol, que deixam a nossa vida repleta de amor e de espírito de serviço, que nos deixam com a sensação de missão cumprida, com a certeza que passamos da tristeza à alegria!

 

 

Boa Semana!

DSCF3082.JPG

 

 

...

*in Bons dias oração jovem

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:00

Domingo, 29.03.15

Quando se juntam muitas ideias algo de bom acontece!

Existe uma teoria, cientificamente comprovada (algures num artigo numa revista escrita em inglês ou então sou eu que estou a inventar) que diz que a motivação, a alegria e a gentileza são contagiosos.

 

Passo a explicar: Se cada um de nós fizer uma coisa bondosa a alguém, esse alguém terá tendência a fazer alguma coisa de bom a outra pessoa. Claro que existem excepções, pois toda a gente conhece alguém que é tão mau feitio que anda sempre de mau humor e está sempre do contra...

 

Pensei em testar esta teoria junto de pessoas que conheço, para ver se funcionava...

 

Desde há uns tempos que tenho tentado ser mais activa nas actividades da paróquia e em vez de ser sempre eu a fazer tudo, na última reunião fui sincera e disse que em Abril estou cheia de trabalho e por isso todas têm de fazer alguma coisa, distribuímos tarefas e já percebi que andam todas entusiasmadas, depois pensei em fazer qualquer coisa diferente, tirei umas ideias de vários blogues e lancei a ideia para o ar... o resultado foi realmente bonito e muitas coisas boas aconteceram!

 

 IMG_20150328_221944.jpg

 (O nosso deserto - caminhada quaresmal com os símbolos da palavra, oração, amor, perdão, partilha, dificuldades...)

 

Acho que o melhor de tudo nestes blogues cristãos é a partilha de ideias, iniciativas, movimentos, nós vamos vendo as coisas a acontecer lá noutra cidade ou noutro país e tentamos fazê-las acontecer também perto de nós, vemos famílias activas e queremos ser também mais activos, vemos gestos de partilha e solidariedade e tentamos ajudar alguém, é realmente por isto (e por mais um par de razões) que gosto de "passear" por blogues com conteúdo sério e inspirador!

 

No fim-de-semana passado pedia-me a Margarida para voltarmos a fazer catequeses familiares, confesso que desde que ambas começaram na catequese este ano "lectivo" não voltamos às nossas catequeses em casa, mas ao que parece ambas gostam dos momentos em que eu me disponho a explicar com mais calma algumas das coisas que são importantes na vida católica. E que mais importante haverá do que esta semana que hoje começa?

 

A Semana Maior da igreja começa hoje... é a semana mais marcante das nossas vidas, é a semana que faz com que tudo aquilo que andemos a viver e celebrar façam sentido!

 

Assim, para que possamos passar da Quaresma para a Páscoa iremos viver com serenidade e contemplação estes próximos dias, iremos recordar todo o percurso desde o jardim das Oliveiras até ao silêncio do sepulcro... iremos fazê-lo não só em família, na nossa casa, mas também junto da nossa comunidade participando nas várias celebrações!

 

 

"Onde dois ou três se reunirem em Meu nome, Eu estarei no meio deles!"

Mt18, 20

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 28.03.15

Sweet 18

 

A nossa filha mais velha celebra hoje o seu 18º aniversário!

 

É verdade, sou agora mãe de uma rapariga de 18 anos... como o tempo passa! Parece que foi ontem que celebrava o seu 1º aniversário cá em casa, e já se passaram sete anos!

 

E quantas coisas aconteceram durante estes anos, quanto ela tem crescido, quantas descobertas tem feito! Quanta confiança em si própria já ganhou, quanto de si já é uma moça e quanto em si ainda transparece o ar de menina!

 

Recordo com carinho os primeiros dias em que ela se afeiçoava à nossa família e à nossa casa, trago no coração muitos episódios de insegurança, rebeldia, timidez, muitas histórias de confusão, de saudade, de ansiedade, de tristeza, mas recordo com muito mais carinho as lutas, as conquistas, o crescimento, a autonomia e a dedicação às coisas que lhe dão gosto.

 

Aos poucos tem vindo a desenhar a sua personalidade, tem adquirido competências que a farão viver uma vida autónoma e feliz, sabemos que ficará connosco em nossa casa ainda por muitos anos, por isso estamos a preparar-lhe um quarto já de rapariga crescida, onde poderá ter as suas coisas, ouvir a sua música, estar tranquila, crescer, aprender e desenvolver as suas capacidades! 

 

 

$_35.JPG

 

 Feliz aniversário Margarida!!!

 

Que Deus te abençoe hoje e sempre para que cresças em estatura, em sabedoria e em graça!

 

 

Como hoje é dia de festa e eu sei que ela adora esta música aqui fica o video para animar o fim-de-semana!!!

 

"When Jesus say yes, nobody can say no"

(parece-me ser um bom lema de vida)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 27.03.15

Necessidades educativas especiais #4

Depois de um 7º ano cheio de esforço e com muito trabalho, o 8º ano chegou para deitar por terra o sonho de conseguir alcançar resultados positivos. A matéria das disciplinas revelara-se muito exigente, os bons alunos tremeram com a matemática logo no 1º teste... os alunos mais fracos não conseguiram manter a positiva... a físico-química a mesma coisa, português e por aí fora...

 

Com os trabalhos de grupo, relatórios e testes na mesma semana não restava outra opção a não ser estudar para apenas uma ou duas disciplinas e as notas do 1º período foram uma tragédia.

 

Ao falar com a directora de turma, fui confrontada com uma alternativa que na escola só tinha ainda sido aplicada uma vez, fazer o ano em dois. Caso os pais quisessem, a Margarida faria metade das disciplinas nesse ano e no seguinte faria as restantes. É complicado para nós pais tomarmos decisões destas que têm uma repercussão para sempre.

 

Se por um lado parecia boa ideia uma vez que teria muito mais tempo para estudar e fazer todos os trabalhos, por outro lado parecia que estava a condicionar o seu desempenho logo à partida.

 

Falámos com a psicóloga que se mostrou bastante optimista com esta opção, e assim seguimos para o pedido oficial fundamentado com um relatório completo da psicóloga, bem como um compromisso assumido por mim, encarregada de educação de que nas horas "livres" a Margarida trabalharia com afinco para subir as notas e que eu a acompanharia no seu estudo.

 

No mês de Março do ano passado recebemos a aprovação do conselho executivo e pedagógico e o horário ficou reduzido. Ficou com português, espanhol, história, fisico-química, tic, música, ciências da natureza.

 

Assim, com um horário mais leve e podendo estudar com mais calma chegámos ao fim da 1ª parte do 8º ano com positiva a todas as disciplinas.

 

Este ano é a vez de moral, geografia, inglês, matemática e educação física. Até agora com positiva em todas estas disciplinas!

 

cabeçalho free para blog.png

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 26.03.15

«Agora tem apenas as tuas mãos»

Conto*:

 

«Maio de 1945. Tinha acabado a Segunda Guerra Mundial. A Alemanha, derrotada, tinha sido ocupada pelas tropas americanas, inglesas e russas.

Numa pequena cidade alemã, uma companhia de soldados americanos tinha decidido reconstruir a igreja completamente destruída pelas bombas.

 

Durante a remoção dos destroços, um soldado encontrou a cabeça de um Jesus crucificado muito antigo. Atraído pela beleza daquele rosto, mostrou-o aos companheiros. Um deles propôs: "procuremos os outros pedaços e reconstruamos o crucifixo."

 

Começaram todos a procurar pacientemente entre os destroços. Remexendo aqui e ali, sobretudo perto do altar, encontraram muitos fragmentos. Com calma, dois soldados tentaram recompor o crucifixo fragmentado, mas ninguém conseguiu encontrar as mãos de Jesus.

 

Quando a igreja foi reconstruída, o crucifixo ocupou o seu lugar sobre o altar. Faltavam apenas as mãos. Mas um soldado colocou aos pés da imagem um cartaz que dizia:

«Agora tem apenas as tuas mãos»

 

Estamos já a chegar aos últimos dias da nossa caminhada quaresmal, já percorremos um longo e árduo caminho, cada qual com a sua "cruz" e seguindo os passos da sua própria Via-Sacra, nada deste esforço é em vão!

 

Somos chamados a ser hoje, agora e sempre "as mãos" de Cristo, somos convidados a fazer sempre mais, melhor, somos chamados a continuar a sua obra nas nossas famílias, nas nossas casas, nas nossas comunidades, no nosso país, no nosso mundo!

 

Na minha vida do dia-a-dia sou constantemente chamada a agir nas mais variadas situações, aprendi recentemente a questionar-me "o que faria Jesus, no meu lugar?", é uma aprendizagem constante pois eu sou muito egoísta, muito picuinhas e demasiado pecadora para dar sem limites, para viver sem julgar... para amar o próximo como a mim mesma... não basta querer, não basta achar bonito...

 

... é preciso agir!

 

DSCF2907.JPG

 

 

 

 

 

----

in Bons dias oração jovem

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 25.03.15

A amizade fortalece-nos

Ando um bocado nostálgica é certo, tenho falado com amigas que já não vejo há tempos, temos trocado mensagens e sinto-me melhor só por ter "perdido" cinco minutos para saber como estavam.

 

Na outra semana a Maria ficou com febre e doente, dois dias depois apareceram uma borbulhinhas... e o veredito foi: varicela! Todos lá em casa já tivemos, faltava ela. Com isto, não foi à escola nessa semana e como tal não iria ter a prenda do dia do pai feita pelos meninos.

 

Mas como a amizade ainda é vivida a sério na escola da Maria, todos se juntaram e fizeram a prenda para ela oferecer ao pai, a professora foi incansável para que, no dia 19 de Março, me entregassem o lindo embrulho em forma de camisa, com uma gravata e lá dentro a bolsa dos documentos do carro do pai! O presente "surpresa" (nem a Maria sabia o que era) foi um sucesso e já agradecemos à professora como convém!

 

Fiquei realmente comovida com a simplicidade com que todos se juntaram para este gesto e, uns dias mais tarde percebi não ter terminado por ali, também os amiguinhos dela se juntaram e fizeram a lembrança para a Maria dar na Páscoa à família, uma galinha tão bonita e bem pintadinha!

 

Vale a pena cultivar amizades saudáveis e que não são interesseiras nem egoístas... vale a pena olhar e ver que simples crianças nos mostram que basta um pequeno gesto individual ou em conjunto para que quem está ao nosso lado não se sinta excluído, não se sinta diferente!

 

São pequenos gestos que nos vão dando alento na nossa vida, saiba eu também me desdobrar em gestos de solidariedade para com quem me rodeia e serei muito mais feliz!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 24.03.15

Momentos

Estou a escrever no silêncio da minha casa, o vento agita as árvores lá fora, as meninas dormem, a gata ressona no sofá... o serão foi produtivo, comemos a nossa refeição bastante modesta, mas muito apreciada que consistiu num creme de legumes com alcachofra (diz que faz bem à saúde), omeleta com batatas e salada... maçã à sobremesa.

 

Rezámos o terço enquanto as meninas iam colorindo as imagens da Via-Sacra para amanhã começarmos a meditar nelas, depois da oração escutámos a história da bíblia e  ainda houve tempo para conversas e para o tradicional: - lavar os dentes, e caminha! Não demorámos mais do que meia hora nesta oração da noite, mas é sempre um tempo que vale a pena, que nos aproxima e nos deixa verdadeiramente mais calmas e mais tranquilas. Nem sempre é assim, por vezes estamos com pressa, sentimo-nos cansados de mais... e caímos na tentação de acelerar a nossa oração... é pena, mas acontece!

 

Enquanto ia meditando nos mistérios do dia fui recordando tantas famílias que conheço, que se tornaram nossas amigas, com quem vamos trocando palavras de esperança, com que nos sentimos "acompanhados", há um ano atrás nada disto estava nos nossos planos, nada disto era suposto ter acontecido, mas porque uma família disse o seu SIM, também nós fomos chamados a viver deste jeito.

 

Como seria a nossa vida se há um ano tivesse ignorado esta forma de viver não sei, nunca saberei e também não preciso de saber, a mim basta-me o meu hoje, tão cheio de bênçãos e de alegria, olhar e ver a minha vida preenchida de coisas positivas e boas, saber que as coisas más que me acontecem já tinham de acontecer, não é preciso culpar ninguém, não é preciso andar sempre triste, pois tudo se vai resolvendo e por isso tenho de agradecer e lutar sempre por fazer o melhor para nós!

 

Recordei ainda uma amiga de quem gosto muito, desde os tempos na universidade, amiga querida e que vive... imagine-se no norte! Mandei-lhe uma mensagem a convidá-la e ao marido para irem a um dos Retiros das Famílias de Caná, sim que até se pode escolher uma das três datas, ou na dúvida é ir a todos:

 

 

  • 12 de Abril em Viana do Castelo
  • 16 de Maio em Castelo de Neiva
  • 21 de Junho em Braga

 

Espero mesmo que eles possam ir até porque pelo menos um deles é ao domingo e eu sei que ao sábado eles não podem, fico à espera que nos encontremos por lá, tenho saudades dela, queria dar-lhe a conhecer esta nossa forma de viver, sei que eles enquanto casal vão adorar!

 

Faz-nos bem rodearmo-nos de movimentos positivos, de pessoas com ideais, com valores e com uma vivência feliz!

 

Sinto que neste momento existe uma linda tapeçaria a ser tecida com estas famílias, laços que se vão criando, pontos que vão marcando o nosso caminho, linhas que nos ligam, Deus na sua infinita grandeza estará certamente feliz com este trabalho! Que Ele vos abençoe a todos (mesmo àqueles que não partilham desta forma de viver)!

 

DSCF5122.JPG

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:00

Segunda-feira, 23.03.15

A escultura

Conta-se que pediram ao grande artista Miguel Ângelo que esculpisse um anjo. Trouxeram então um enorme bloco de mármore para que o artista fizesse a sua obra.

 

Durante um dia, miguel Ângelo ficou a olhar para o bloco de pedra... no dia seguinte, permaneceu novamente a olhar para a pedra... ao terceiro dia, vendo que ele continuava na mesma, perguntaram-lhe:

 

- Então disseste que ias esculpir daí um anjo e não fazes mais nada do que olhar para o bloco de pedra?

 

Ao que ele respondeu:

 

- O anjo já lá está esculpido, eu só estou a visualizar tudo o que preciso de retirar dali para que o anjo apareça!

 

anjo_michelangelo-buonarroti.jpg

 

Esta história conta-se muitas vezes para ilustrar uma ideia que me parece a mim fabulosa: Deus é o nosso escultor, nós somos o bloco de pedra...

 

Precisamos de trabalho árduo, precisamos de ser "limados", "escavados", temos tanta coisa "a mais" no nosso verdadeiro ser, que é com ferramentas muitas vezes aguçadas que somos esculpidos...

 

Pode não parecer, mas se acreditamos que nos foi oferecida a santidade no dia do nosso baptismo, podemos ver que, tal como o artista, também Deus sabe bem aquilo que nós poderemos vir a ser.

 

Na verdade, como Miguel Ângelo sabia que havia muita pedra que estava a mais, também nós (depois de sabermos a grande obra que nós somos) nos podemos deixar esculpir através dos ensinamentos de Deus...Assim, a verdadeira obra de arte que somos será revelada um dia, na eternidade!

 

Até lá convém não esquecer que não é com "suavidade", "delicadeza" que a pedra é esculpida... mas com o cinzel e o martelo!

 

Que nesta semana que começa eu possa acreditar que os planos de Deus para a minha vida são verdadeiramente uma obra de arte, que eu consiga ver em cada dificuldade mais um pouco de "pedra" que foi esculpida e que eu nunca duvide do amor que Deus tem por mim!

 

Boa semana!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Assuntos Importantes:

Domingo, 22.03.15

A caminho de Jerusalém...

 Aprendemos coisas maravilhosas...

 

Quem nos ensina tantas coisas bonitas é Mateus, Marcos, Lucas e João!

IMG_20150322_175113.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 17:55

Sábado, 21.03.15

Hoje agradeço:

Pela vida...

 

Pelas dificuldades...

 

Pelas minhas filhas...

 

Pelos meus amigos...

 

Pela chuva que rega as minhas alfaces...

 

Pela liberdade...

 

Pelo que tenho...

 

Pelo que não tenho...

 

Pelo trabalho...

 

Pelo descanso...

 

Propósito para a semana que vem: Por cada reclamação que fizer/disser/pensar, agradecer três vezes mais... Por cada pensamento negativo que me ocorrer, olhar em volta e alegrar-me com a minha vida...

539392_477715725626058_7002888_n.jpg

(imagem)

 

Bom fim-de-semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Assuntos Importantes:

Sexta-feira, 20.03.15

Aquela sensação estranha...

... quando nos apercebemos de que não controlamos tudo na nossa vida é uma coisa fantástica!

 

Quem diria que eu um dia iria fazer uma afirmação destas... eu que era a rapariga que precisava de ter sempre tudo sob controlo, saber tudo o que iria ter de fazer nos próximos dias para que nada falhasse, eu que sempre fiz listas escritas e mentais de "prós" e "contras" de várias decisões... sempre preocupada com o que me poderia acontecer no futuro, sempre ansiosa por isto ou por aquilo... na verdade em conversa com o Álvaro dizia-me ele no outro dia "nós não somos normais pois não?" - "somos mesmo malucos!!!" e é verdade.

 

Desde o namoro improvável entre duas pessoas como nós que tantos condenaram à partida... continuando pela construção da nossa casa desde o zero aos fins-de-semana quando tínhamos 20 anos... passando pela adopção que tantos condenaram à partida e à chegada... temos feito coisas que, olhando para trás nos deixam com esta sensação de que por vezes nos atrevemos a fazer coisas que outros não fariam... 

 

Quando há uns meses tomámos consciência de que o nosso futuro poderia estar no estrangeiro, ao contrário do que sempre senti (era mais forte do que eu) não me larguei em lágrimas e não me fechei numa depressão como seria esperado, apenas senti que a minha casa é onde está a minha família e por isso se todos fossemos embora, pois então estaríamos bem. Esta foi uma das mais belas lições que tenho aprendido desde que faço parte das Famílias de Caná... este tem sido um ano de crescimento pessoal que não cabe numa página de um blogue!

 

Mas, por enquanto vamos ficar por cá, quis Deus que eu apanhasse este susto e crescesse sem medo de encarar as coisas novas, que aprendesse a deixar de ser tão "agarrada" às coisas que tenho, às paredes de uma casa, à sensação de controle de tudo o que me rodeia... Quem me acompanhou nesta fase não me faltou em apoio, em incentivo para que fosse onde teria de ir!

 

Mas, mais uma vez, tive de aprender outra lição, por vezes é preciso partir e confiar... mas outra vezes é preciso ficar e não ter medo. Aceitar que a nossa vida pode ser aquilo que nós quisermos se por isso lutarmos, aceitar que Deus nos faz livres para que possamos escolher, nos faz assim como somos para sermos felizes!

 

Assim, passo a passo tenho vindo a mudar a minha mentalidade, tenho tentado tirar em todos os acontecimentos uma lição de vida, tenho tentado ser grata até no sofrimento e na tristeza, tenho tentado manter o rumo quando o "piloto" do avião se desviou da rota inicialmente estabelecida... e aqui é que está o pormenor da questão... de cada vez que há um desvio quanto tempo demoro a voltar a entrar na rota? 

 

Parece que algum... para os madrugadores que aqui vêm logo cedinho fica desde já um pedido de desculpa pois de vez em quando aparecem uns "rascunhos" de uns textos que não era suposto aparecerem... é do cansaço... e da primavera que me deixa de cabeça no ar!!! Tenham lá paciência e se virem aqui textos que parecem incompletos ou desajustados façam de conta que não viram nada...

 

Afinal eu sou uma pessoa normal, escrevo quando posso, vou acrescentando umas coisas, corrigindo os erros, guardo logo os textos para não os perder na data certa (supostamente) e na hora certa... mas por vezes... só quando chego à loja e abro o computador é que vejo o disparate... às queridas Mimi e Teresa, muito obrigada pois por várias vezes me avisaram das minhas gafes!!!

 

Como a primavera está a chegar é boa altura para arejar as ideias e como ainda estamos em tempo de quaresma é bom retomar as prioridades da minha vida, sei que tenho de me organizar melhor, tenho de dedicar mais tempo à oração e assim passar mais tempo com os que mais amo, por isso, em vez de decidir que não ia à missa de S. José ontem às 19h para poder estar com a minha família (e com o meu marido que afinal sempre veio a casa) resolvi que ia e, de acordo com isso ajustámos a hora do jantar para fazermos a festa do pai... como sei que com estas correrias o nosso caminho para Jerusalém anda atrasado uns dias resolvi imprimir umas imagens já com cor, assim é mais rápido para organizar as coisas... se é fácil? Não... não é! Se é um passo em frente? Sim é!

 

E pronto... o texto já vai longo o que significa que já estou a voltar ao meu estado "normal"! Obrigada aos que se têm preocupado comigo, que rezam por nós e me enviam emails para saberem como estamos!

 

É bom ter amigos assim!

 

DSCF5141.JPG

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 19.03.15

Hoje é dia ....

De S. José, por isso celebramos também o dia do Pai!

 

jesus_carpinteiro.jpg

 

Dá-me a sensação que José, o carpinteiro, deve ter sido um homem de um coração cheio de amor, aceitou uma moça grávida para sua esposa... o que naquela época era uma coisa horrível, aceitou por seu filho uma criança que, segundo um anjo era o Filho de Deus... José deve ter sido muito atormentado com todas estas coisas, deve ter sido muito persistente e corajoso cuidando dia após dia da sua Maria e do seu Menino!

 

S. José é para nós um exemplo maravilhoso de pai! 

 

 

Ontem nas leituras das vésperas li assim:

 

«Varão perfeito, escolhido

Para esposo virginal

De Maria concebida

Sem pecado original.

 

Mereceste ter nos teus braços

Quem criou a terra e os céus;

Chamavas filho a quem era

O próprio filho de Deus

 

Aquele que dá alimento

Às avezinhas do céu

Por ti foi alimentado,

Do teu trabalho viveu

 

Patrono da santa Igreja

Protege-a contra os perigos,

Como outrora defendeste

Jesus dos seus inimigos.

 

A nós, a quem o pecado

Oculta a luz da verdade

Ensina o caminho certo

Que nos leva à santidade.

 

E humildes, castos e fortes,

Como tu, servindo a Deus,

Cheguemos no fim da vida

À glória eterna dos céus!

 

S. José, rogai por nós!

 

Feliz dia do Pai!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 18.03.15

Tempo de Família - Tempo um-a-um

Dando continuação ao texto sobre o 3º Hábito das famílias altamente eficazes, descobri eu que tão importante como o tempo que dedicamos 100% à nossa família é o tempo que dedicamos em exclusivo a cada elemento que dela faz parte.

 

Portanto convém criar o hábito de dedicar a cada filho, ao marido, ao pai, à mãe um pouco do nosso tempo em exclusivo, tempo esse que pode servir para conversar, fazer uma actividade, auxiliar numa tarefa complicada, dar um passeio, enfim como cada qual sabe do que é que os seus gostam, cada qual pode desenhar assim um "plano" para cada um!

 

Fazendo uma retrospectiva dos hábitos anteriores posso então começar a ter uma nova visão da nossa situação familiar:

 

Depois de:

  1. Ser pro-activo- escolher ser responsável ou vítima. Querendo ser pro-activo há que:
  2. Começar com o objectivo em mente/Declaração de Missão, assim temos de saber que:
  3. Primeiro o mais importante/Tempo de família/Tempo um-a-um

 

Podemos optar por passar o tempo com a nossa família de forma produtiva, ou então encontrar mil e uma desculpas para passar o nosso tempo em frente da televisão, do computador e não fazer nada de muito útil!

 

O problema muitas vezes é começar e dar o passo em frente, neste livro é-nos mostrado que é nesta altura, cultivando este tipo de relacionamento que passamos de "pais" para "amigos", criando assim uma relação forte e para sempre com os que mais amamos.

 

O Exemplo que nos é dado para que possamos compreender melhor a dinâmica é muito simples, dá para fazer em casa a experiência e tudo!

  • Temos um pote vazio - simboliza a semana que vem p.ex.
  • Pedras pequeninas - simbolizam todas as tarefas que fazemos no dia-a-dia
  • Pedras grandes - simbolizam o tempo de família, decisão de criar o tempo um-a-um, coisas que sabemos que são importantes, mas ainda não encontrámos forma de as inserir no nosso dia.

 

A experiência é muito simples, se começarmos a encher o pote com as pedras pequenas, não haverá espaço para as grandes.

 

Mas se por outro lado, se começarmos com as pedras grandes que simbolizam o tempo para a nossa família tudo o resto se vai encaixando à nossa volta! Para quem usa muito a frase "Eu não tempo para isso", o segredo é planear, ser persistente, proactivo e viver com o objectivo em mente!!!

 

71809_Papel-de-Parede-Rochas--71809_800x600.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Assuntos Importantes:

Terça-feira, 17.03.15

Quando deixamos de acreditar

Estive a olhar para a última semana deste blogue e fiquei a pensar nos textos que escrevi... e ao ler o texto da Sónia tenho de confessar que me senti como ela, a precisar de recomeçar, de me organizar e de seguir o meu caminho.

 

Não me parece que esta semana vá ser a semana em que tudo vai voltar ao normal, mas prometi a mim  mesma que vou esforçar-me mais, vou parar, reflectir, rezar e agradecer mais. Preciso de voltar às minhas rotinas ainda que a Maria esteja com febre, a Margarida a habituar-se à psoríase e eu a tentar modificar alguns hábitos alimentares para me aproximar de uma vida mais saudável. Muitas vezes precisamos de certezas absolutas, de saber qual é exactamente a nossa situação e a partir daqui seguir em frente, não é fácil quando estamos habituados a tentar encontrar explicações lógicas e científicas para tudo, quando caímos na tentação de perguntar: "Porquê agora? Porquê comigo?" 

 

No fim de semana conversava com o Álvaro sobre todas estas mudanças que vão acontecendo connosco, com as nossas filhas, nos nossos trabalhos, nas nossas relações com os outros, e chegamos à conclusão de que Deus nos ama, e nos dá em cada momento "armas" e instrumentos para conseguirmos ultrapassar as nossas dificuldades, as nossas dúvidas... o complicado é vê-las com os olhos da fé, e não com os olhos ansiosos e humanos que tantas vezes não nos deixam encontrar as soluções que precisamos!

 

Encontrei este conto que reflecte exactamente o que sinto, por vezes é preciso acreditar nos nossos instintos, seguir as nossas ideias, confiar em Deus e lutar pelo que queremos:

 

Conto:

 

«Um homem tinha-se perdido no deserto. Esgotada a provisão de alimentos e de água, arrastava-se dolorosamente nas areias quentes. De improviso, viu diante de si palmeiras e ouviu o murmúrio da água.

Ainda mais desanimado pensou: «isto é uma miragem. a minha fantasia projecta diante de mim os desejos mais profundos do meu subconsciente. Na realidade, não existe nada. Sou um homem culto e sei destas coisas!»

 

Sem esperança, delirando caiu sem forças ao chão. Pouco tempo depois, passaram dois beduínos. O pobre homem já estava morto. Disse o primeiro:

 - Não percebo, tão perto do oásis, com água a dois passos e as tâmaras quase a caírem-lhe na boca! Como é possível que tenha morrido?

Sacudindo a cabeça disse o segundo:

 - Era um homem culto, um homem moderno...»

 

O objectivo deste conto não é estar contra a ciência, a ciência é um dom de Deus, quando bem utilizada salva vidas, ajuda as pessoas, auxilia-nos, mas a ciência não nos diz tudo... existem coisas belíssimas que a ciência não nos mostra! 

 

DSCF5190.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  



Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt