Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

31
Mai15

Feliz dia dos Irmãos!


Olívia

Quem é filho único sabe bem a falta que lhe faz/fez um irmão!!! Eu soube disso até aos meus doze anos, altura em que a minha mãe voltou a ter outra filha! 

 

No início foi muito estranho, de um momento para outro tudo o que era meu... já era das duas: o meu espaço, as atenções, as coisas... confesso que demorei algum tempo a perceber a alegria que era sermos mais lá em casa!

 

PICT3904.JPG

(A minhã irmã e madrinha da Maria)

 

A partir dessa descoberta foi tudo mais simples, participei ativamente na educação da minha irmã, ajudei em tudo o que me foi pedido e ela teve experiências que os meninos da idade dela nunca tiveram, foi comigo para Lisboa ainda pequena durante uns dias, ia comigo e com o Álvaro a todo o lado, ouvia músicas de gente grande... hoje não imagino a minha vida sem a minha irmã (ainda que sejamos diferentes como o dia e a noite)!

 

Foi por isso que nunca considerei a  ideia de ter apenas um filho, pareceu-me sempre pouco, dois parecia bom, mas agora descobri que ter um irmão é dos melhores presentes que podemos dar aos nossos filhos, eles precisam de viver, aprender, embirrar, brigar, partilhar, conversar, brincar com alguém!

 

08072008153.jpg

 

DSC00313.JPG

 

DSCF1854.JPG

 

VARIAS 2011.2012 007.JPG

DSCF9780 - Cópia (3).JPG

 (As manas e o mano do pai)

 

 

DSCF9853.JPG

 

Feliz dia para todos os irmãos!!!

30
Mai15

Hoje é dia...


Olívia

 

...De Santa Joana D'Arc, a minha querida Santa Padroeira!

 

santa joana.jpg

 (30 de Maio)

 

 

Por isso logo à tarde havemos de ocupar alguns minutos do nosso dia com a sua história, agora que já estou descansada da papelada deste mês, posso finalmente abraçar alguns projetos que tenho deixado um pouco de lado!

 

 

Um excelente fim de semana a todos, que eu vou aproveitar bem cada cinco minutos desta minha vida!

 

Porque a minha vida e a vida dos que mais amo é PRECIOSA!

 

 

Querida Santa Joana Rogai por nós!

 

 

 

 

30
Mai15

A sabedoria dos simples


Olívia

 

«Não desperdiceis

as vossas energias

em coisas inúteis.

Olhai e vede o vosso irmão

e a vossa irmã;

e não somente em vossa casa.

Olhai e vede.

Olhai e vede,

onde quer que haja pessoas

nuas a olhar para vós;

onde quer que haja pessoas

sem abrigo a olhar para vós;

Não vireis as costas aos pobres,

porque os pobres são Cristo.»

 

Madre Teresa de Calcutá

 

DSCF1417.JPG

 

29
Mai15

Há trabalhos e trabalhos


Olívia

Todos os dias temos de dar o nosso melhor em cada tarefa que fazemos. Isto é o esperado de quem realmente se entrega ao seu trabalho, seja ele varrer ruas, gerir uma grande empresa, dar aulas, atender ao balcão ou estudar...

 

Mas uma coisa tenho de confessar, existem tarefas que faço com tal emprenho que até me espanto comigo própria... se por um lado preencher um anexo F ou um anexo G me dá dores de cabeça, pensar num nome ou no logótipo para a empresa aqui do super pai é coisa para me deixar cheia de entusiasmo!

 

Quis a vida que neste último ano se tomassem algumas decisões, o que por um lado nos faz ficar apreensivos, mas por outro significa andar para a frente!

 

Uma delas foi passar de nome individual para empresa. E para se ter uma empresa é preciso um nome, e para se ter um nome é preciso pagar para que seja aprovado, caso já exista há que pensar noutro.

 

Foi o que aconteceu, o nome que já tínhamos "inventado" há três anos afinal já alguém tinha inventado, pelo que passámos um serão em busca de outros dois nomes. Depois de enviados à entidade competente e de esperarmos alguns dias chega a resposta.

 

E com a resposta mais uma tarefa a de "inventar" um logótipo e fazer uma página na internet, perdoem-me as pessoas que realmente são criativas e sabem trabalhar com as ferramentas de design pois vão achar o meu trabalho muito fraquinho, mas estas coisas deixam-me sempre tão contente e cheia de orgulho no meu marido!

 

E este tipo de trabalho é mesmo bom para desanuviar das papeladas e dos números!!!

 

Aqui fica o logótipo:

 

 

abcasa4.jpg

 

 

E a página AQUI Ainda não está terminada, mas com tanto trabalho foi só o que consegui alinhavar! Para fins de Junho já regresso lá e componho a coisa!

 

Se virem uma carrinha branca com este lindo logótipo, já sabem quem lá vai!!!!

 

carrinha.jpg

 

 

 Permanece firme na tua tarefa,

consagra-te a ela,

e envelhece na sua realização."

 

Ecli. 12, 20

 

 

 

 

28
Mai15

Recomeçar uma e outra vez


Olívia

 

Depois de uns dias em que os termómetros têm chegado facilmente aos 37º/38ºC aqui por estes lados (anormal para a época), o ar se ter tornado quase irrespirável, o excesso de trabalho (normal para a época), o querer fazer tudo ao mesmo tempo, andar a destralhar até na loja...

 

... o inevitável aconteceu e eu fui-me "a baixo" literalmente... 

 

... mas a vida de uma pessoa "normal" é assim, estás doente, mas vais trabalhar, sentes-te cansada, mas à noite o jantar tem de estar na mesa, queres fechar-te num quarto escuro para que a enxaqueca passe, mas é preciso ouvir as novidades do dia!

 

E cá estou eu novamente para mais um dia de luta, para mais um dia de trabalho, de escola e de calor...

 

Em cada manhã cedinho abro a janela do meu quarto, sinto o ar fresco da manhã e rezo por um dia pleno de vida!

 

Em cada noite, volto a abrir a janela na esperança de que a brisa da tarde entre em casa e dou graças por mais um dia na minha vida!

 

2 (2).jpg

 

Agora, com as filhas nas escolas, vou lançar-me ao trabalho, e vou tentar abrandar o ritmo...

 

 

27
Mai15

A tralha espalhada


Olívia

 

(Aviso: este texto pode chocar as pessoas mais sensíveis)

 

 

Num destes dias recordava os tempos em que na nossa casa existiam peças decorativas em cima das mesas e dos móveis que ia modificando conforme a estação do ano, no outono tinha flores secas, no verão taças com conchas, na primavera velas em forma de flor e no inverno velas alusivas ao gelo... o pó era limpo todas as semanas em todos os locais, tudo estava sempre impecável!

 

Agora praticamente sete anos após a chegada dos filhos, a decoração dos móveis e mesas inclui brinquedos, lápis e canetas, bonecos dos desenhos animados, e muita, muita tralha por todo o lado... o pó é limpo de vez em quando, a casa vai mantendo a sua linda decoração em que nada combina com nada durante o ano inteiro, apenas no Natal se colocam enfeites diferentes... acho que deixei de ter tempo e paciência para me preocupar com essas coisas...

 

 E verdade seja dita, se nalguma fase da vida era isso que me preenchia a alma, neste momento deixou de fazer sentido. Gosto das minhas molduras umas de cada feitio, gosto dos meus livros espalhados pela casa, gosto de ver sinais de vida e de vivência um pouco por todo o lado.

 

Mas, se por um lado até nem me importo que existam coisas destas pela casa, chega a um ponto em existe demasiada tralha em demasiados locais, e quando me apercebo disso preciso de parar e começar a mandar coisas fora...

 

... bonecos partidos, peças partidas, lápis que já nem dão para segurar, canetas que não têm tinta, folhas com rabiscos, revistas recortadas, sapatos e roupas de bonecas, malas e carteiras de menina... oh... tralha e mais tralha...

 

Nesta fase em que começamos a pensar nas mudanças que se avizinham e, em que me sinto cheia de energia, tem sido uma boa altura para começar a destralhar... e no domingo à tarde comecei pela sala e pelo quarto da Maria (que será da Margarida), na próxima semana vamos para outra divisão... até à altura de trocar de quartos e aí sim, a "limpeza" vai ser a doer!

 

 IMG_20150524_153708.jpg

 

Bem sei que estas arrumações têm um prazo de validade mais reduzido do que um iogurte, mas o que se há-de fazer? Vai-se tentando manter as coisas minimamente organizadas pelo tempo que for possível!

 

Estamos também a planear a organização de uma "biblioteca" com todos os livros que estão nos quartos das meninas, numa zona da sala de estar... ideias copiadas por aí, nessas famílias que sabem como é!!!

 

 

26
Mai15

Um lugar ao sol


Olívia

Alturas houve em que eu conseguia ter "em reserva" pelo menos três textos para os dias em que a inspiração não é muita, nesta fase da minha vida confesso que, muitas vezes só consigo parar para escrever já à noitinha...

 

Por isso dias como o de ontem são agora normais, são dias em que chegadas as sete da tarde, fecho a loja e de regresso a casa vou pensando no que hei-de escrever...

 

Depois de uma segunda-feira cheia de trabalho, fui com as meninas visitar a tia Adelaide ao lar, já sabia que ia chegar a casa pelas oito da noite, arranjar qualquer coisa para comermos e depois de estar tudo calmo, parar para vir aqui espreitar o que se escreveu durante o dia nos blogues que sigo.

 

Ao ligar o rádio no regresso a  a casa escutei esta música que já não ouvia há tanto tempo:

 

 

Se souberes adormecer
com o dia no olhar
O teu sonho viverás
E ao chegar o amanhecer
Não terás que aceitar
Entrar no jogo a perder

 

Para procurar um lugar
um lugar ao sol sempre teu
sei que é um sonho e não pertence a mais ninguém

 

O teu lugar ao sol

 

Se souberes acreditar
que sonhar é só viver
e viver imaginar

 

Vais conquistar um lugar
um lugar ao sol sempre teu
sei que é um sonho e não pertence a mais ninguém
o teu lugar ao sol

 

Não pares de lutar
agarra o dia ao nascer
há uma batalha a travar
que só tu podes vencer...
só tu podes vencer

 

Um lugar ao sol
assim que o dia nascer
o teu lugar ao sol

 

 

 

Pois é, são os Delfins a cantar "Um lugar ao sol", quando era mais nova (cachopa, como se chama aqui na zona) achava que esta música falava do sucesso na escola, no trabalho, todos queríamos "um lugar ao sol", ter muito dinheiro, muitos amigos, um bom emprego e depois era só gozar a vida...

 

Os anos foram-me ensinando que talvez este "lugar ao sol" não seja aquela fama, assim tão comum, se calhar este lugar, que temos de conquistar com as nossas ações, com as nossas palavras, com a nossa maneira de viver é um lugar muito melhor, que não vamos ver para já, mas que aos poucos vai crescendo e esperando por nós... se calhar este "lugar ao sol" é realmente o meu pedacinho de céu, que vou contemplar um dia, na eternidade... junto do verdadeiro Sol!

 

DSCF1815.JPG

 

 

 Por tudo isto, em cada segunda-feira, ou terça, ou seja que dia for, não vale a pena acordar com vontade de "desaparecer", talvez o melhor seja mesmo seguir o conselho:

 

«Não pares de lutar
agarra o dia ao nascer
há uma batalha a travar
que só tu podes vencer...
só tu podes vencer»

 

25
Mai15

Em festa!


Olívia

Todas as Famílias de Caná vivem da sua forma particular cada dia, mas existem alguns pontos em comum, como por exemplo o momento da oração em familiar que inclui também a oração do terço.

 

Esta é talvez das "bilhas" que mais nos custa fazer pois nunca tivemos o hábito de o fazer. Recordo-me de ouvir o terço em pequena, mas jamais imaginei que um dia haveríamos de parar todos os afazeres de uma casa e, em família, fazer diariamente esta oração, que nos acalma, nos tranquiliza, nos faz pensar nos outros, em especial nas dificuldades e nos problemas que nos rodeiam.

 

Foi com algum espanto que recebi o convite da catequista do 1º ano para participarmos na missa da Avé-Maria em que as crianças iriam receber o seu primeiro terço. Curiosamente a Maria já tinha pelo menos dois, mas como nós nunca participamos desta missa porque o fazemos na nossa paróquia resolvi que íamos.

 

Depois de uma empreitada de arrancar ervas daninhas no jardim e escolher "tralha" para mandar fora como molas da roupa partidas, vasos estragados, e por aí fora, fomos então à festa!

 

Realmente são muitas as crianças do 1º ano, distribuídas por vários grupos. No final da missa as crianças rezaram a oração a  Nossa Senhora e foram uma a uma receber os seu "primeiro" terço oferecido pelos pais e um pequeno cartão com a a Avé-Maria.

 

DSCF1411.JPG

 

DSCF1415.JPG

 

Gostava bastante que, tal como ouvimos o senhor padre dizer, esta pequena semente possa um dia germinar e dê muitos frutos, mas fiquei triste ao ouvir a uma mãe dizer à sua filha que olhava curiosamente o seu terço: "quando fores grande vais aprender a rezar o terço, agora não que ainda és muito pequena".

 

Cá por casa fizemos uma festa, claro.

 

Um almoço bem saboroso, sobremesa... tudo a que temos direito! E à noite a Maria estreou o seu lindo terço!

 

24
Mai15

O Pentecostes e a Mãe de Caná


Olívia

Hoje estamos em festa tripla!

 

Celebramos o dia da Nossa Senhora Auxiliadora (e como a Maria gosta de acrescentar, "Mãe de Caná"), comemoramos o nosso primeiro ano como família de Caná - e quanto da nossa vida mudou neste ano - e ainda somos chamados a receber o Espírito do Pentecostes!

 

Quanta alegria!!!

 

O nosso domingo começará cedo, pois o nosso quintal precisa de uma limpeza e de uma arrumação! Mais tarde seguiremos até à cidade onde trabalho e onde as meninas estudam e vão à catequese para participar lá na eucaristia, hoje é ainda o dia em que as crianças do primeiro ano recebem o seu terço na festa da Avé-Maria! (afinal é festa quadrupla)

 

Amanhã terei muitas coisas para partilhar, pois o nosso dia será bem preenchido com vários momentos que irão simbolizar as várias celebrações! Uma das mais aguardadas será o acender das nossas velas do baptismo à noite durante a nossa oração familiar e o "envio" de cada um de nós em missão animados pelo Espírito Santo!

 

Por cá já se vêem os sinais que marcam este dia, durante a tarde de ontem limpámos, e arrumámos o nosso cantinho de oração (e mais uma série de estantes que estavam muito, mas mesmo muito desarrumadas)!

 

IMG_20150523_222113.jpg

 

A todos um dia muito, muito feliz e cheio de alegria!!!

 

Aleluia!!!

 

 

 

Pág. 1/4

Quem Escreve

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Aquela Fotografia

O blogue da Margarida

Também escrevo aqui

Bloco de Notas

Baú de Memórias

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D