Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

30
Set15

Estava a escrever um texto...


Olívia

... e no meio ainda antes de o "publicar", apagou-se... apenas lá ficou um conjunto de letras a formar meia palavra! Quando saí do blogue e voltei a entrar recuperei apenas essas quatro ou cinco letras.

 

A questão que me surgiu logo foi "e agora volto ao tema, ou se calhar aquilo desapareceu por alguma razão?"

 

É curioso como já uma vez me tinha acontecido isto... há bastante tempo... e nem dá para acreditar, mas o tema era o mesmo... da outra vez optei por escrever outra coisa qualquer, hoje ainda hesitei... porque será que sempre que quero escrever sobre isto, o texto não sai? É tão estranho que me custa acreditar...

 

 E mais uma vez adiarei o texto sobre os "rótulos", não aqueles que colocamos nos frascos de especiarias ou mercearias lá na despensa, mas aqueles que as pessoas colocam umas nas outras e muitas delas em si mesmas!

 

Existe algo de fantástico quando num grupo grande de pessoas cada uma delas é "apenas" uma pessoa, não há cá doutora, professora, engenheiro, excelência... cada um vale pela pessoa que é, não pelo estatuto que alcançou na vida!

 

No domingo passado de entre as dezenas de pessoas, algumas delas vieram para me falar, sabiam quem eu era, a Olívia do blogue, eu continuo sem saber quem elas são, apenas que tinham uma palavra simpática para me dirigir...

 

... Apenas que me receberam ali com alegria, simplicidade, algumas não hesitaram em deixar os seus filhos connosco (quer dizer, devem ter ficado receosas, mas à hora de almoço estavam já mais tranquilas)!

 

Ah, que alegria porque tive a oportunidade de conhecer e me relacionar com pessoas tão diferentes, que (certamente) terão profissões tão diferentes, como é bom poder conviver sem recear ser rotulada, sem ser logo questionada sobre o que fazemos, onde trabalhamos ou que cargo temos... como é bom sermos unicamente pais, mães, avós, tias... enfim... sermos e estarmos em família!!!

 

 

rotulos2.jpg

 

 

29
Set15

«A alegria de servir»


Olívia

Quem nunca se colocou ao serviço dos outros nunca poderá entender que o que recebemos em troca é muitas, muitas vezes mais do que aquilo que se dá!

 

Quando o pouco que temos é colocado a render, temos sempre a alegria de sentir que daí poderão nascer belos frutos.

 

No domingo pudemos mais uma vez experienciar o que é estar em família, em clima de simplicidade e entrega, não nos foi difícil encontrar espaço na nossa "agenda" para participarmos de mais um Retiro das Famílias de Caná, e desta vez, à semelhança do ano passado, estivemos ao serviço da evangelização infantil. Quem diria que nós, eu e o Álvaro, um dia estaríamos disponíveis para colaborar com tantas famílias passando o dia com os seus filhos, auxiliando naquilo que precisassem?

 

Foi sem dúvida uma experiência marcante, porque este ano ficámos encarregues dos mais pequeninos de todos, crianças com um ano, um ano e meio, dois anos! E que desafio!!! É que nos retiros feitos ali na Margem Sul existe uma coisa que difere dos outros locais: os números... senão vejamos... estavam 52 crianças e adolescentes (0-13) , mais 12 jovens (dos14 em diante)... 64 filhos, é muita alegria junta!!!

 

Para nos ajudar contámos com a mãe da Marisa, uma pessoa extraordinária, uma ajuda preciosa sem a qual o nosso dia teria sido realmente mais atarefado!

 

O dia começou cedo, pois é claro! As equipas de evangelização juntaram-se no local cheias de energia e bem carregadas de materiais para o dia inteiro, comida e acima de tudo com muita alegria!

 

Para iniciar o retiro tivemos uma oração da manhã rezada e cantada, ou não estivéssemos nós em festa cada vez que nos reunimos! 

DSCF7366.JPG

 

Depois da oração e porque era domingo estivemos, juntamente com a comunidade, na missa e deixem-me registar aqui o impacto que causam tantas famílias numa missa... dezenas de crianças juntas, mães e pais... é realmente muito bonito!

DSCF7383.JPG

 

 

 

Depois da missa, os pequenos foram encaminhados para as suas salas... para escutar uma história da bíblia, a história da Rainha Ester! E que história maravilhosa (é só procurar no livro de Ester, Antigo Testamento)...

 

Enquanto os pais estavam a escutar os ensinamentos...

 

DSCF7416.JPG

 

 

Cada qual segundo as suas capacidades foi aprofundando a história e aprendendo... desde os pequenos dos 3 aos 5:

 

DSCF7403.JPG

 

 

DSCF7425.JPG

 

Aos maiores dos 4 aos 6...

 

DSCF7392.JPG

 

 

Até aos adolescentes que estiveram bastante empenhados na dramatização da história... Os jovens esses estiveram com o Niall, e parece que também trabalharam bastante!

 

DSCF7431.JPG

 

 

E claro, na nossa sala trabalhámos também muito... que é como quem diz... demos comida, mudámos fraldas, demos mimos, adormecemos... decorámos umas lindas coroas... fizemos desenhos, jogámos com legos, com livros e brinquedos musicais!

 

Os nossos meninos foram uns amores, e nós terminámos o dia com o coração cheio de alegria porque nessa altura já não éramos umas caras estranhas, mas seus amigos!

 

IMG_20150927_123428.jpg

 

E o sorriso de uma criança, mesmo pequenina, que ainda não fala a nossa linguagem vale infinitas vezes mais do que qualquer outro tesouro! Se tivéssemos ficado em casa, quanta alegria perderíamos, quantas bênçãos não teríamos, quão vazios estariam os nossos corações! 

 

Estar ao serviço é uma alegria, poder partilhar o pouco que nós somos e temos com os nossos semelhantes é viver o evangelho, é sair da teoria e passar à ação, é ser um pouco de luz!

 

 

E isso faz de nós melhores pessoas...

 

A todas as famílias que estiveram presentes o nosso obrigada pelo seu sim, pela sua alegria, pelas palavras que trocámos, pelo convívio, pela disponibilidade em roubarem ao seu fim-de-semana um dia para conhecer as Famílias de Caná!

 

À equipa com quem nós trabalhámos um obrigada por me aturarem (mais as minhas listas), por serem assim como são, alegres e disponíveis!

 

À Família Power obrigada por confiar em nós para esta belíssima tarefa que é a evangelização infanto-juvenil!

 

À Carmina e ao Edu... obrigada por nos receberem sempre na sua família com um sorriso!!!

 

 

DSCF7445.JPG

E cá estou eu, com a minha barriga de 34 semanas!!!

28
Set15

Minimizar os danos...


Olívia

Este recomeço de aulas está a ser bastante desafiante, a adaptação ao 9º ano no liceu não está a ser nada fácil, a reentrada na escola primária também não.

E porquê? Porque optei por inscrever a Maria em inglês e robótica, duas A.E.C.'s (atividades de enriquecimento curricular), quer com isto dizer que dos cinco dias da semana, dois sai às 16.10h e três sai às 17.30h.

 

Ora, ontem foi o primeiro dia em que saiu mais tarde, e à hora de iniciar os trabalhos de casa que ainda eram bastantes estava na hora de eu sair do trabalho (que agora saio uma hora mais cedo para descansar), toca de levar as coisas para fazer em casa... mais uma ida ao pão, mais a viagem até casa... os trabalhos ficaram para o fim... já em clima de nervos, de cansaço e de derrota, deixámos alguns para a manhã seguinte.

 

Antes de tudo isto recebo um telefonema da escola por causa da inscrição em Moral, que para meu espanto será dada fora do horário escolar, por isso seria num dos dias das 17.30 às 18.30... ora se já foi tão complicado o dia sem moral, como será o dia com moral?

 

Pois não vamos ter hipótese de experimentar... tive de cancelar a inscrição, não tenho outra hipótese se quero aguentar a gravidez até ao fim sem estar de repouso absoluto, o mesmo se passa com a catequese que aqui é dada durante a semana das 18 às 19h.

 

Como é que uma mãe católica pode retirar as suas filhas de moral e da catequese? Como? Pois bem, temos apenas uma alternativa para minimizar os danos... que é ser a mãe a dar moral e a catequese ao sábado em casa. Já fui catequista, sou evangelizadora doméstica das minhas filhas é uma questão de, aos sábados à tarde, retirarmos duas horas para estarmos juntas a aprender um pouco mais!

 

Se vai funcionar? Provavelmente sim, acredito que não é a mesma coisa, mas será certamente melhor do que passar um ano letivo sem uma das coisas que para nós é fundamental na educação das nossas filhas!

 

 

25
Set15

Follow Friday # já não sei quantos são...


Olívia

Hoje queria registar aqui um bom blogue para se seguir, um blogue real, que contasse pedaços do dia a dia, um blogue que fosse um exemplo de disponibilidade para a vida familiar e que aliasse a isso a vida profissional.

 

Andei por aqui indecisa e cá está: hoje deixo-vos aqui o link para o blogue Café, Canela & Chocolate e não, não é um blogue de culinária, mas:

 

«Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.»

 

canelacafechocolate.png

 

 

Quando muitas vezes penso que a minha vida é agitada, encontro em textos como este inspiração para seguir em frente!

 

Haverão certamente muitos outros blogues aqui no "bairro do Sapo Blogs" que sejam o retrato da vida de uma determinada pessoa, sem esconder aqueles dias em que as coisas não correm tão bem, mas a verdade é que não encontro muitos... eu não acredito que só existam blogues apenas com histórias cor-de-rosa... a vida não é apenas dessa cor!

 

Obrigada à Dra Sofia por partilhar connosco um lado que nem sempre conseguimos ver: o lado da médica que também é esposa e mãe!

 

Bom Fim-de-semana, que nós por aqui estamos a preparar-nos para receber as crianças no domingo na Quinta do Conde, teremos um dia repleto de alegria!

 

 

24
Set15

Nesta semana...


Olívia

Procuro ser um pouco mais...

 

... compreensiva

... tolerante

... calma

... organizada

... dedicada

 

Mas nem sempre é fácil, todos os dias encontro novas dificuldades, novos desafios, novas inquietações... bem sei que fazem parte da minha vida, que é normal me sentir por vezes "emperrada", tento canalizar as minhas energias para coisas produtivas, tento não pensar mais nos problemas e procurar soluções...

 

Há ainda uma grande lição que não consegui aprender nesta vida: existem coisas que dependem de mim para serem solucionadas e outras que não dependem de mim. Se gastar o meu tempo apenas nas que dependem de mim, o resto vai-se resolvendo! 

 

Parece simples, mas não é. É preciso muito treino certamente... é preciso persistência e paciência... virtudes que escasseiam por aqui... 

 

Assim, é preciso continuar sempre a caminhar sem desanimar, é preciso nunca esquecer que não estamos sós...

 

...que se nos sentimos cansados haverá sempre tempo para parar, pensar e reorganizar a nossa vida...

 

... que se nos sentimos frustrados provavelmente temos muita "tralha" guardada no coração e precisamos de nos libertar dela, focando-nos no que é realmente importante...

 

... Que o medo também nos faz avançar se formos mais fortes e resistentes!

 

DSCF2346.JPG

 

 

Agora que já fiz aqui um resumo da teoria, é hora de passar à prática, certo?

 

 

 

23
Set15

As rotinas ajudam ou destroem?


Olívia

Sempre ouvi dizer que as rotinas familiares podem destruir uma relação, viver cada dia sempre como no dia anterior, manter os mesmos hábitos durante tempos e tempos... 

 

Mas como se poderá uma família organizar sem uma rotina definida? Dá-me a sensação que, num passado não muito longínquo, me afastei da rotina e as coisas complicaram-se bastante... não ter dias certos para esta ou aquela tarefa, não ter as coisas mais ou menos organizadas pode ser frustrante!

 

Não quero com isto dizer que tenho o meu dia controlado ao minuto, nem que não haja espaço para a "surpresa" ou para o inesperado (que sabem tão bem de vez em quando), mas quando retomamos, por exemplo, as rotinas escolares gosto sempre de ter tudo esquematizado. Assim cada um de nós sabe quais as tarefas e quais os horários das refeições, de deitar, etc...

 

Não gosto nada de imaginar cada um lá em casa a viver uma vida isolada, coisas simples como jantar a horas diferentes... e por vezes acontece quando o pai chega já muito tarde, em que as nossas filhas comem primeiro e nós depois... mas são excepções e não a regra!

 

Apesar de estar um pouco menos "obcecada" com o "controlo total" dos meus dias, pois sei que nesta vida nada se pode controlar, e basta um acontecimento do tamanho de um mosquito para alterar toda uma rotina, gosto de saber a esta hora da manhã, que quando chegar a casa haverá tempo para banhos, para preparar as coisas para o dia seguinte, para fazer o jantar, para jantarmos todos juntos, para rezarmos, para conversarmos, para descansarmos!

 

 

E isto deixa-me muito mais tranquila!

 

IMG_20150920_103545.jpg

 

 

22
Set15

É que não me ocorre nada...


Olívia

... de interessante para escrever hoje... podia estar aqui a inventar, mas resolvi ser sincera!

 

Talvez pudesse falar da escola, da visita das senhoras inspetoras da ASAE lá à minha loja ontem... talvez pudesse falar das papeladas que tenho para ir tratando, da gravidez ou outra coisa qualquer... mas a verdade é que não me sai nada que se aproveite!

 

Quem tem um blogue sabe que manter a publicação de um texto por dia faz com que em muitos dias não haja inspiração para escrever!

 

Por tudo isto, hoje vou fugir ao tema aqui do estaminé e partilhar a receita do bolo de ontem, é uma adaptação do bolo de chocolate* que vou usando para o que houver na despensa, neste caso, na fruteira estavam algumas maçãs a passar do ponto... faz-se num instante que lá em casa não se faz nada muito complicado! 

 

Ingredientes:

 

2 a 4 maçãs descascadas e cortadas às rodelas

2 chávenas de farinha com fermento

1 chávena de açúcar amarelo ( antigamente colocava 2 ch de açúcar branco)

4 ovos inteiros 

1 chávena de água quente

1/2 chávena de óleo

1 colher sobremesa de canela (de sopa para quem gosta muito de canela)

papel vegetal para formas ou manteiga para untar

 

Preparação:

 

Ligar o forno

Untar a forma/colocar o papel vegetal

Bater os ovos com o açúcar, a farinha, o óleo e a água, juntar a canela e despejar para a forma e colocar os pedaços de maçã por cima!

 

E já está, é só ir ao forno e ver se está cozido com um palito!

 

 

IMG_20150920_164406.jpg

 

 

 Bom apetite!

 

--------

*Na versão de chocolate em vez da canela coloco um pacote de chocolate em pó!

 

 

 

21
Set15

Um misto de emoções


Olívia

Desde que tive de abrandar o ritmo que sinto um misto de emoções.

 

Umas vezes estou calma e tranquila, pois sei que devo ter confiança, e quem confia sabe que por pior que as coisas possam parecer, no final tudo correrá bem.

 

Outras vezes ando ansiosa, nervosa e muito chata... sim, eu tenho consciência de que não tenho sido uma pessoa assim tão fácil de aturar nos últimos tempos... e claro que calha sempre aos que estão mais perto a tarefa ingrata de suportarem os meus variados estados de espírito!

 

Neste fim de semana já não fiz uma lista de tarefas, mas cá no fundo bem sabia quais seriam as que escreveria se o fizesse... acima de tudo procurei ter mais calma, e parar mais vezes. É que uma pessoa deita-se no sofá e começa logo a ver as coisas que estão por fazer, começa a pensar, a pensar, e quando dá conta já se levantou e está a fazer qualquer coisa!!!

 

Este fim de semana tinha uma tarefa acrescida, etiquetar e colocar os materiais em sacos para poder levar hoje para a escola da Maria e etiquetar e forrar os livros da Margarida (ainda não os temos todos, mas chegam esta semana), tarefa que dividi e fiz ao longo do domingo, no sábado à tarde apenas organizei as compras que trouxe do supermercado e do mercado, fomos ainda à missa ( que esta semana foi alterada para sábado) e à noite ao encontro do grupo da Família Andaluz. Tudo isto ainda me deixou tempo de sobra para descansar!

 

No domingo já fiz mais algumas tarefas, estava aqui a escrevê-las mas é melhor não... assim escritas até parecem muitas... enfim, resumindo jantámos cedo, preparámos a mesa para o pequeno almoço de hoje, os lanches para a escola/trabalho, as roupas para vestir de manhã, rezámos e ainda conseguimos deitar as filhas antes das 21h!

 

Gostava imenso que fosse sempre assim, tudo feito com calma, sem brigas e correrias, parece que é uma questão de hábito, havemos de nos ir treinando com persistência para daqui a algumas semanas termos um ritmo mais ou menos definido!

 

O tempo vai passando, e como diz a senhora da canção, o tempo não pára! Falta apenas 7 semanas para que a nossa vida volte a mudar, para que a nossa rotina volte a ser "testada", para que a nossa casa e o nosso coração fique mais cheio de alegria e de amor!

 

 

Até lá vou mimando o marido e as filhas com um bolinho a "cheirar a outono", com canela e maçã!

 

IMG_20150920_164406.jpg

 

 

 Uma boa semana, cheia de grandes alegrias!!

 

 

 

20
Set15

Retiro em Almada


Olívia

Para quem já me perguntou o que são as Famílias de Caná, para quem gostava de perceber o que realmente se propõe a estas famílias, para quem não tem receio de arriscar a passar um dia diferente aqui fica o convite:

 

Dia 27 de Setembro na Quinta do Conde haverá um retiro para quem quer iniciar esta caminhada, ou para quem apenas gostaria de conhecer melhor este movimento!

 

Como em todos os retiros, não se pagam inscrições, todas as famílias são bem-vindas, e claro, as crianças e jovens serão bem acolhidos!

 

Levem o coração alegre, vontade de conviver e comida para partilhar!

 

 

Inscrições aqui!

 

18426082_dKddG.jpeg

 

 

 

 

 

19
Set15

Os cristãos e os refugiados!


Olívia

Tenho lido imensos textos em blogues sobre o grave problema que os milhares de pessoas que fogem estão a enfrentar por não encontrarem apoio deste lado do mar.

 

Disseram-me que as redes sociais estão minadas de frases e comentários do mais reles que existe, como cada qual tem direito à sua opinião, pois felizmente aqueles que tanto criticam não parecem saber o que é o medo da perseguição, muito menos ajudaram alguém (sim, que os pobres, os sem-abrigo, as crianças e os desempregados de Portugal já são uma realidade há muitos anos...e não há meses...) hoje quero deixar a minha opinião:

 

 - Sendo eu cristã terei alguma dúvida no acolhimento aos outros que são iguais a mim?

 

 - Sendo eu cristã por acaso acho que sou dona de alguma coisa? Acho que o planeta terra é meu?

 

 - O que é que eu fiz para nascer aqui no conforto e na liberdade?

 

 - De todas as coisas que já dei ou partilhei na minha vida, alguma dessas coisas me fez falta?

 

 Agora leiam só, este texto:

 

«Eis o que deves ensinar e recomendar:
Se alguém ensinar outra doutrina e não seguir as palavras salutares de Nosso Senhor Jesus Cristo e a doutrina conforme à piedade, é um homem orgulhoso, um ignorante, um doente que se ocupa com questões e contendas de palavras. Daí nasce a inveja, a discórdia, os insultos, as suspeitas malévolas, as altercações entre homens de espírito perverso, que perderam o sentido da verdade e veem na piedade uma fonte de lucro.


A piedade é realmente uma fonte de lucro para quem se contenta com o que tem.
Nada trouxemos para este mundo e nada podemos levar dele.
Se tivermos que comer e que vestir, estaremos contentes.


Mas aqueles que querem enriquecer caem em ciladas e tentações e em muitos desejos insensatos e funestos, que mergulham os homens na ruína e na perdição.


O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; alguns, ao tentarem alcançá-lo, transviaram-se da fé e atraíram sobre si muitos sofrimentos.


Mas tu, homem de Deus, evita tudo isso. Pratica a justiça e a piedade, a fé e a caridade, a perseverança e a mansidão.


Combate o bom combate da fé, conquista a vida eterna, para a qual foste chamado e sobre a qual fizeste tão bela profissão de fé perante numerosas testemunhas.»

 

 

Este texto* escrito há cerca dois mil anos parece que foi escrito há dias... tanta coisa evoluiu nestes anos... e às vezes parece que afinal a mentalidade do homem ...ficou parada no tempo!

 

 

Alguém que se orgulhe de ser cristão ainda tem dúvidas? Ou será que o medo que nos querem "oferecer" é maior do que a nossa generosidade?

 

 

DSCF6040.JPG

 

 

Aproveito a oportunidade para deixar aqui o link para este video fantástico que a "Rapariga do Autocarro" partilhou ontem.

É tempo de nos esclarecermos... 

 ---

*1Tim 6, 2c-12

Pág. 1/3

Quem Escreve

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Aquela Fotografia

O blogue da Margarida

Também escrevo aqui

Bloco de Notas

Baú de Memórias

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D