Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Sexta-feira, 30.12.16

2016

Oh ano bom para crescer... se 2015 me trouxe uma grande prova, este querido ano que amanhã termina trouxe-me outra que me abanou a estrutura bem abanada! 

 

Este foi sem dúvida um ano de muita luta, a todos os níveis. Bem, ao que parece tem sido assim toda a minha vida! Não queria mesmo deixar passar a meia noite, do dia 31, sem fazer uma despedida em condições aqui nesta minha casa pequenina. 

 

Durante cada dia deste ano tive a alegria de ver crescer as minhas filhas, de me apaixonar uma e outra vez pelo meu marido, de ver fortalecer os laços de amizade, de continuar a fazer parte de um todo, ainda que nem sempre com a alegria que deveria ter tido. Mas, esta história da passagem de ano mostra-nos que a vida continua. Ontem, hoje e amanhã. Até ao nosso último dia.

 

Tenho realmente pena que nem sempre me tenha levantado com um espírito lutador e quase tenha deitado a toalha ao tapete uma série de vezes. Não me esforcei o suficiente? Não acreditei o suficiente? Não. Às vezes dei muito pouco nesta grande meta que é: "amar a Deus e ao próximo". E amar é aceitar, acreditar, ajudar, começar, continuar, recomeçar, não desistir.

 

É o que realmente espero que 2017 me traga em cada dia: a oportunidade de amar e viver intensamente. Dia após dia. Aceitar aquilo que não posso mudar, apoiar quando é preciso, estar aqui. Continuar aos poucos a minha pequena missão de dar testemunho da fé: uma fé imensa e verdadeira, apesar de eu ser pequena e fraca. 

 

Das coisas boas guardo muitos passeios, risos, conversas, refeições, momentos de grande solidariedade, palavras de gratidão.

E mais, muito mais.

 

Tanto que não tenho outra hipótese a não ser agradecer. Agradecer cada momento que me foi dado, cada alegria e cada tristeza. Cada sorriso e cada lágrima. Cada noite e cada manhã. Cada gota de chuva e cada raio de sol.

 

 

 

 

 

DSCF7229 (1).JPG

 

A todos os que passam por aqui um Feliz 2017!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Assuntos Importantes:

por Olívia às 10:16


11 comentários

De Alguém, algures a 30.12.2016 às 10:35

Bem haja. Passei aqui muitas vezes e foi sempre útil para mim. Espero que reze também pelos que aqui passam e faço votos de um bom ano para a sua Família.

De Olívia a 03.01.2017 às 10:02

Obrigada pela mensagem e pelas visitas!
Feliz 2017

De Bruxa Mimi a 30.12.2016 às 14:32

Um excelente ano de aprendizagem, Amor e Alegria para ti e os teus!

De Olívia a 03.01.2017 às 10:01

Obrigada!
Para vocês também!

De Moralez a 30.12.2016 às 14:52

Feliz 2017 com força motivação e esperança tudo de bom pode acontecer!
http://particuladoinfinito.blogs.sapo.pt/happy-2017-fellows-111032

De Olívia a 03.01.2017 às 10:01

Feliz 2017 também para si!

De Moralez a 03.01.2017 às 10:26

Obrigado 😁 😁 

De D. a 30.12.2016 às 22:44

Um bom 2017 para si e para a família, Olívia! 
E que Deus a ajude com os seus propósitos de amar e viver mais intensamente a vida no novo ano. 
Beijinhos

De Olívia a 03.01.2017 às 10:00

Obrigada. Um bom ano também para ti!

De Alguém, algures a 01.01.2017 às 16:37

Comentário no Observador ao artigo de Vasco P. Valente:
Rui Cunha

Antes do jantar rezávamos ao Menino Jesus agradecendo-Lhe mais um Natal, e a saúde que tínhamos.

Era uma noite muito feliz. Brincávamos depois do jantar e, sobretudo, deitávamo-nos muito tarde! Jogávamos ao rapa, às cartas às damas… enfim estávamos todos muito contentes.O melhor era no dia 25, muito cedo, quando descíamos ao fogão para ver o que o Menino Jesus nos tinha trazido pela chaminé. Claro que alguns de nós havíamos já escrito uma pequena e doce carta a pedir-lhe o que gostaríamos de receber. Normalmente o Menino correspondia ao nosso pedido. Era a felicidade completa.A noite de 25 era passada em casa dos pais e os irmãos divertíamo-nos muito.Minha mãe faleceu aos 96 anos e tinha 38 netos e 70 bisnetos!!!Casei com minha mulher que era de uma família semelhante à nossa e cujo Natal também era parecido com o nosso, muito animado com canções de Natal, Tinha 7 irmãos.Hoje temos 7 filhos e 15 netos.Todos os anos nos juntamos para comemorar o Nascimento de Cristo. Hoje fomos 113 familiares de 4 gerações. Muitos só nos vemos na Páscoa e no Natal, pelo que aos mais novos nem os conhecemos. Fazemos uma oração em comum antes do jantar feito em comum e após este, os mais novos (é tradição de 3 gerações) fazem um pequeno espectáculo com figuras alusivas ao Natal, e não só, e depois faz-se a distribuição das prendas. Todos aplaudimos e brincamos com as prendas e os netos devem sentir-se tão felizes como eu me sentia há 70 anos. Mas os pais, avós e bisavós não o estão menos ao ver a alegria dos seus descendentes.Como sempre chego a casa com o coração cheio dos beijos e abraços, carinhos e sorrisos de toda a família.Ao contrário do final do seu artigo, para nós, crentes e humildes perante tantas Graças que Jesus nos dá, sentimos que o nosso Natal hoje é tão bom ou melhor que o de antigamente.

 

De Olívia a 03.01.2017 às 10:00

Obrigada pela partilha, é de facto uma história belíssima!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt