Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Vocês sabem

1. Que termina amanhã o prazo para entregar o irs da 1a fase??

 

2. Que termina amanhã o prazo para as empresas enviarem o R.U. Certo?

 

3. Que é dia de processamento de salarios???

 

4. Que até dia 10 tenho de enviar as declarações de remunerações para a segurança social e para as finanças???

 

5. Que faltam 15 dias para os ivas trimestrais?

 

6. Que dia um começa a 2a fase dos Irs?

 

Então nāo se zanguem comigo... mas não consigo escrever mais do que isto!

 

Entretanto como é sexta feira podem dar um salto ao blogue da agente da autoridade mais in da blogosfera!

 

Sim, que alguém tem de tomar conta deste bairro e ela é A Rapariga do Autocarro!!!

 

autocarro.png

 

 

Bom fim de semana!

 

Eu por cá... trabalho!

 

Persistência e dedicação

Ao quarto ano de participação no concurso de fotografia da sua escola, a Margarida foi premiada com o 3º lugar. Ano após ano, concurso após concurso, viu os prémios serem entregues aos seus colegas, este ano a história foi diferente, o júri escolheu uma das suas fotografias!

 

E com todo o mérito pois as fotos com que participou eram muito boas (bem sei que tenho de a colocar aqui, está para breve), ao todo participaram 19 alunos com quatro fotos cada. Portanto ter uma fotografia com o 3º maior número de votos em 76 que estavam a concurso é uma excelente meta!

 

O tema era "Os elos do desporto" e as fotografias deveriam estar relacionadas com a atividade fisica e desportiva, havia lá fotografias de ginástica, golf, motocross, surf... e muito, muito mais!

 

Os prémios, oferecidos por empresas, foram imensos, todos os participantes receberam uma lembrança. Ao 3º lugar foi oferecido o diploma, um curso de fotografia, 6 meses de assinatura de uma revista de fotografia, uma máquina fotográfica*, uma caixa com os cogumelos que nascem das borras do café, uma moeda de coleção, uma caneta e um livro de poesia:

 

IMG_20160427_184512.jpg

 

 

Agora que lhe tomou o gosto espero que se dedique ainda com mais afinco ao seu passatempo favorito, que a preguiça nunca seja superior ao desejo de se superar em cada dia e que vença a inércia que teima em fazer com que não avance na concretização dos seus sonhos!

 

---

* A máquina fotográfica já tem destino, como o prometido é devido, a Margarida vai oferecer a máquina à sua avó que não tem e que gosta de participar no concurso de fotografias da freguesia onde moramos, até agora participou com a máquina emprestada, mas este ano poderá fotografar a nossa terra com a sua máquina! A Margarida já lhe tinha dito que se ganhasse uma das 3 máquinas lha ofereceria!

 

Parabéns Margarida pelo prémio e pela tua generosidade!

 

 

De consulta em consulta

 

Desde que a Lúcia nasceu que continuamos a ir às consultas no hospital. No início a ansiedade era muito maior, com o tempo vai diminuindo!

 

No passado dia 18 fomos então repetir os exames a ver se existia alguma alteração na atividade cerebral.

 

Pensei que aos cinco (quase seis) meses a Lúcia teria alta, mas ainda não foi desta. E realmente é bastante bom saber que os médicos são interessados o suficiente para que exame após exame continuem a seguir uma criança, mesmo quando não parece haver indícios de problemas graves.

 

A partir de agora, basta estarmos atentos ao desenvolvimento dela, quando comparada com as crianças da sua faixa etária.

 

O médico que a segue desde o dia zero admirou-se, tal como as pessoas que convivem com ela, com a sua vivacidade e alegria... sim a Lúcia passa os dias a sorrir, a palrar e a observar este mundo que agora é o dela!

 

 

20160418_184443.jpg

 

Caminhar em frente

"Às vezes gostávamos que a nossa vida fosse diferente, mas nem sempre podemos mudá-la. É importante que saibamos retirar as coisas positivas e perceber quais são as que estão ao nosso alcance melhorar em cada dia que passa..."

 

Esta foi uma frase que escutávamos na radio a caminho de uma pequena pausa na nossa vida de trabalho. Por dois dias foi-nos possível viver experiências diferentes das que vivemos durante dias e dias. É normal nestes casos dizermos que convém deixar os problemas de lado e seguir em frente, mas já percebi que nada adianta. Os nossos problemas estão connosco, são parte daquilo que somos, fazem parte da nossa bagagem, são eles que fazem de nós as pessoas que realmente somos, sem máscaras, e é por causa deles que a nossa vida toma determinado rumo.

 

Para quê deixar para trás aquilo que nos incomoda, fingir que somos diferentes por dois dias e voltar ao mesmo dali a pouco tempo? De que adiantaria?

 

O mais importante é que consigamos viver com os pequenos (e grandes) problemas que fazem parte da nossa vida, ir resolvendo os que dependem de nós e trabalhar para que o resto se vá diluindo nas nossas vivências e o mais certo é que acaba mesmo por se ir resolvendo!

 

Assim, pegámos nas nossas filhas, num sem número de "coisas" e por dois dias afastámo-nos das contabilidades, das linhas e tecidos, dos orçamentos, das remodelações... o que estava pendente assim ficou... foi connosco de "férias" e voltou.

 

Durante estes dois dias, os primeiros desta semana, conseguimos sorrir, conversar, descansar, improvisar, brincar, quase que conseguimos ir ao mar... mas ficámo-nos pelas vistas... partilhámos o pouco que somos e tornámo-nos maiores!

 

Ah, quando temos a coragem de sermos nós próprios entre amigos, sentirmo-nos acolhidos sem imposições, sem restrições, percebemos que a nossa vida é tão maior do que aquilo que um dia imaginámos... poder dar umas valentes gargalhadas, guardar um momento de silêncio, partilhar uma bolacha, um pedaço de sombra num dia de sol, um copo de água... uma música... um sorriso, uma confidência... fortalece-nos, dá-nos outro ânimo... ninguém devia viver isolado, sem amigos!

 

Poderia terminar este pequeno texto dizendo que tinham sido dois dias perfeitos, mas não o vou fazer, foram dois dias maravilhosos, que certamente repetiremos em breve, não foram dias de paragem, mas de pausa.

 

Hoje, com outro ânimo retomamos as nossas rotinas, ou talvez não... porque os imprevistos acontecem e quanto a isso, o melhor sempre... é caminhar em frente!

 

 

20160425_111632.jpg

 

 

(Queriam mais fotos não era? Talvez se forem ali à casa da família Power consigam ver algumas!!!)

 

 

Pág. 1/5