Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

2016

Oh ano bom para crescer... se 2015 me trouxe uma grande prova, este querido ano que amanhã termina trouxe-me outra que me abanou a estrutura bem abanada! 

 

Este foi sem dúvida um ano de muita luta, a todos os níveis. Bem, ao que parece tem sido assim toda a minha vida! Não queria mesmo deixar passar a meia noite, do dia 31, sem fazer uma despedida em condições aqui nesta minha casa pequenina. 

 

Durante cada dia deste ano tive a alegria de ver crescer as minhas filhas, de me apaixonar uma e outra vez pelo meu marido, de ver fortalecer os laços de amizade, de continuar a fazer parte de um todo, ainda que nem sempre com a alegria que deveria ter tido. Mas, esta história da passagem de ano mostra-nos que a vida continua. Ontem, hoje e amanhã. Até ao nosso último dia.

 

Tenho realmente pena que nem sempre me tenha levantado com um espírito lutador e quase tenha deitado a toalha ao tapete uma série de vezes. Não me esforcei o suficiente? Não acreditei o suficiente? Não. Às vezes dei muito pouco nesta grande meta que é: "amar a Deus e ao próximo". E amar é aceitar, acreditar, ajudar, começar, continuar, recomeçar, não desistir.

 

É o que realmente espero que 2017 me traga em cada dia: a oportunidade de amar e viver intensamente. Dia após dia. Aceitar aquilo que não posso mudar, apoiar quando é preciso, estar aqui. Continuar aos poucos a minha pequena missão de dar testemunho da fé: uma fé imensa e verdadeira, apesar de eu ser pequena e fraca. 

 

Das coisas boas guardo muitos passeios, risos, conversas, refeições, momentos de grande solidariedade, palavras de gratidão.

E mais, muito mais.

 

Tanto que não tenho outra hipótese a não ser agradecer. Agradecer cada momento que me foi dado, cada alegria e cada tristeza. Cada sorriso e cada lágrima. Cada noite e cada manhã. Cada gota de chuva e cada raio de sol.

 

 

 

 

 

DSCF7229 (1).JPG

 

A todos os que passam por aqui um Feliz 2017!

 

 

 

Dos sonhos de infância

passando pela adolescência, eis uma presença constante na minha vida. 

Sim, sou pirosa e essas coisas todas. Arrepio-me sempre com a maravilhosa voz desta mulher. Admiro-a enquanto cantora e enquanto pessoa.

 

Porque a vida é feita de recomeços, porque nunca é tarde para sonhar, porque a nossa vida depende das escolhas (livres) que fazemos... porque o amor permanece!

 

 

Balanço

Muita loiça suja, muita migalha pelo chão.

Doces que vão ficando num prato em cima da bancada da cozinha, papel de embrulho rasgado e sorrisos enorme de alegria.

Palavras de gratidão.

Companhia e conversas.

Momentos fortes de oração.

Mesa bonita.

Pessoas queridas.

Cantigas ao serão, o Menino pequenino no presépio.

Luzes a brilhar toda a noite.

Surpresas e risos.

As filhas aninhadas nas suas camas a dormir descansadas e quentes.

O beijar do Menino no final da missa de Natal.

Uma árvore de Natal transformada em Árvore de Jessé.

Mensagens de esperança.

Palavras de conforto.

Memória dos que partiram antes de nós.

Um sacrifício pelos que trabalham estes dias.

Açúcar com canela e torta de laranja.

Histórias e páginas em branco à espera de um novo ano. 

Coração apertado pelos que sofrem.

Crianças sem família. Sem amor. Doentes e tristes.

Oração e acção de graças por termos tanto.

Por nos termos uns aos outros.

Pelos amigos.

Pela família.

Natal.

Nascimento.

Esperança.

Amor.

 

.

 

 

 

A um dia do Natal

 

 

 

Haja serenidade, presença, carinho, companhia, alegria... saibamos ver nestes dias o quanto podemos ser melhores durante o ano. Sem hipocrisias, sem brilhos falsos. Saibamos hoje ter esperança. 

 

Hoje quero acima de tudo estar. Ser. Viver. Encantar-me.

 

E dormir a sesta também era boa ideia!

 

Pág. 1/4