Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quarta-feira, 21.10.15

A passo de caracol

É o que me ocorre quando penso que tenho de ir a algum lado... lá vou eu a passo de caracol... é de manhã para ir levar a Maria à escola, é à tarde quando a vou buscar, é no supermercado enquanto faço as compras, em casa nas tarefas domésticas... até o meu marido me disse quase à chegada à igreja depois de percorrer a subida que é deveras inclinada: «então já não chegas lá a cima?»

 

Não deixa de ser uma ironia, logo eu que ando andava sempre apressada e cheia de energia estar aqui a afirmar que neste momento ando mais lenta do que a fila da repartição de finanças em dias de sistema informático avariado!

 

Mas, em tudo na vida temos de nos adaptar, e eu estou a fazer um esforço por não me deixar entristecer pelo simples facto de não dar o mesmo rendimento que dei na gravidez da Maria... a boa notícia é que neste momento acabo de passar a fase complicada, ou seja estou a chegar às 38 semanas, o que deve querer dizer que já não preciso de tanto repouso!!!!

 

Por isso se tudo correr bem, na sexta feira quando for à consulta ao hospital vou confirmar que realmente posso retomar as caminhadas que eu tanto adoro. Vai ser bom, poder desanuviar a cabeça caminhando e pensando enquanto ando, além de que sinto mesmo a falta deste bocadinho de exercício!

 

Ando tão parada... na verdade a semana passada resolvi aproveitar o sol da hora de almoço e fui caminhar, pensei em passar pela igreja, seria a primeira vez que o ia fazer assim a meio do dia, mas foi uma desilusão... primeiro porque quase a chegar lá comecei a ficar cheia de dores fortes, e depois a porta estava fechada!

 

Resultado, tive de voltar para a loja ainda a um passo mais lento do que um caracol, e claro tive de me deitar para que as dores passassem... porquê? Perguntei eu... teria sido tão bom se a caminhada fosse descontraída e se tivesse entrado na igreja... mas não foi nada assim... provavelmente porque as coisas não acontecem apenas porque eu quero! E essa é uma lição valiosa e difícil de aprender.

 

A saúde não aparece porque eu quero, as minhas filhas não são exemplares porque eu quero, o sol não brilha hoje porque eu quero, as igrejas não estão abertas agora porque eu quero, o mundo não gira em torno de mim, nem daquilo que eu quero!

 

Ah, espantem-se as pessoas que acreditam que o universo se vira para elas apenas porque elas querem, que acreditam que ou se tem sorte ou não... a vida é isso mesmo vida, um milagre que me foi dado um dia e cabe-me a mim saber viver da melhor forma, aprendendo com os meus erros e com as minhas falhas, não culpando os outros pelo que me acontece, sendo grata pelo que tenho, mesmo que me pareça pouco, olhando para cada dia como uma dádiva e nunca como um fardo!

 

É ou não uma maravilha saber que apesar de tudo, Deus me ama em cada dia?

 

DSCF6386.JPG

 

«Não se vendem cinco passarinhos por duas moedas? Contudo, nenhum deles é esquecido diante de Deus.
Mais ainda, até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais. Valeis mais do que todos os passarinhos»

Lucas 12, 7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:15


2 comentários

De mãe de coração a 21.10.2015 às 12:15

lembra-te que abrandar pode significar apreciar mais!! ;) encontrar novas actividades, desfrutar de novos prazeres!! ;)


e depois... já falta pouco!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt