Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

A televisão lá em casa...

... tem um dos últimos lugares no entretenimento familiar (computadores consolas e tablets incluidos). Pois é mesmo verdade, e quando digo isto a maioria das pessoas fica espantada... e perguntam: «então com duas filhas como é que faz?»

Pois bem, é mesmo muito simples, enquanto pais sentimos que a maioria dos programas de televisão é muito agressivo, quantas vezes a meio do jantar ou almoço não aparecem imagens de pedaços humanos espalhados por causa de uma bomba? Quantas vezes não vemos pessoas a sangrar por causa de acidentes? Eu muito simplesmente acho que as meninas têm tempo de ver tudo isso... e sei que não sou a única, por isso evitamos ligar a televisão durante praticamente todo o dia e muito menos na hora das refeições. 

Quanto ao resto do dia incentivamos a que elas se ocupem com coisas mais produtivas como por exemplo "brincar" às cabeleireiras, aos cozinhados e aos restaurantes (incluindo fazer os electrodomésticos)

...fazer trabalhos manuais e pinturas...

... brincar no parque...

... a jogar à macaca...
a tirar fotografias...

... e por aí fora! Com o tempo ocupado realmente nem se lembram da televisão! Ao fim de semana normalmente deixamo-las ver desenhos animados que temos gravados ou algum outro programa adequado para as idades... não há cá casas de segredos nem novelas lamechas a inundar as cabeças com disparates lá em casa! Damos sempre preferência a programas educativos de construção e história, programas que ensinem e que encham as cabeças com utilidades! 

 

Se é fácil implementar este sistema em família? Sim, é. Sabemos que tem de ser gradualmente e não vale a pena dizer aos meninos que estão todo o dia a ver o panda que não há mais televisão... o melhor é inventar tarefas e actividades ao longo dos dias até que eles vejam que se podem divertir de outras formas... o mesmo para nós adultos, é tudo uma questão de nos mentalizarmos para ocupar bem o nosso tempo!

 

Ontem ao falar nisto a uma senhora ela disse-me que era pena que poucas famílias pensassem assim, que os seus netos estão toda a manhã a ver televisão e de tarde jogam computador, mesmo em tempo de escola é assim que passam o tempo! 

 

Eu e o meu marido tivemos infâncias muito felizes, com muita brincadeira, muitos arranhões e roupa cheia de sujidade... ao olhar para esse tempo gostaria também que as minhas filhas em adultas olhassem para trás e sentissem o mesmo!