Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quarta-feira, 27.05.15

A tralha espalhada

 

(Aviso: este texto pode chocar as pessoas mais sensíveis)

 

 

Num destes dias recordava os tempos em que na nossa casa existiam peças decorativas em cima das mesas e dos móveis que ia modificando conforme a estação do ano, no outono tinha flores secas, no verão taças com conchas, na primavera velas em forma de flor e no inverno velas alusivas ao gelo... o pó era limpo todas as semanas em todos os locais, tudo estava sempre impecável!

 

Agora praticamente sete anos após a chegada dos filhos, a decoração dos móveis e mesas inclui brinquedos, lápis e canetas, bonecos dos desenhos animados, e muita, muita tralha por todo o lado... o pó é limpo de vez em quando, a casa vai mantendo a sua linda decoração em que nada combina com nada durante o ano inteiro, apenas no Natal se colocam enfeites diferentes... acho que deixei de ter tempo e paciência para me preocupar com essas coisas...

 

 E verdade seja dita, se nalguma fase da vida era isso que me preenchia a alma, neste momento deixou de fazer sentido. Gosto das minhas molduras umas de cada feitio, gosto dos meus livros espalhados pela casa, gosto de ver sinais de vida e de vivência um pouco por todo o lado.

 

Mas, se por um lado até nem me importo que existam coisas destas pela casa, chega a um ponto em existe demasiada tralha em demasiados locais, e quando me apercebo disso preciso de parar e começar a mandar coisas fora...

 

... bonecos partidos, peças partidas, lápis que já nem dão para segurar, canetas que não têm tinta, folhas com rabiscos, revistas recortadas, sapatos e roupas de bonecas, malas e carteiras de menina... oh... tralha e mais tralha...

 

Nesta fase em que começamos a pensar nas mudanças que se avizinham e, em que me sinto cheia de energia, tem sido uma boa altura para começar a destralhar... e no domingo à tarde comecei pela sala e pelo quarto da Maria (que será da Margarida), na próxima semana vamos para outra divisão... até à altura de trocar de quartos e aí sim, a "limpeza" vai ser a doer!

 

 IMG_20150524_153708.jpg

 

Bem sei que estas arrumações têm um prazo de validade mais reduzido do que um iogurte, mas o que se há-de fazer? Vai-se tentando manter as coisas minimamente organizadas pelo tempo que for possível!

 

Estamos também a planear a organização de uma "biblioteca" com todos os livros que estão nos quartos das meninas, numa zona da sala de estar... ideias copiadas por aí, nessas famílias que sabem como é!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:00


4 comentários

De mãe de coração a 27.05.2015 às 11:27

não sou fã de limpezas, faço porque tem de ser feito! mas tralha e confusão já me mexe com o sistema nervoso!!! Um dos maiores prazeres que tenho (sou mesmo muito básica nos gostos ) é, ao chegar o verão ou o sol, começar a remover as tralhas que se foram acumulando ao longo do inverno! Adoro separar o lixo de coisas para doar e recordações para guardar! Sou louca assim, e na família já há quem aguarde a minha visita para ajudar nestas tarefas que adoro!!! 

De Olívia a 29.05.2015 às 09:10

Isso é muito bom, eu já fui mais ou menos assim, mas agora não tenho mesmo disponibilidade para mais, vou fazendo como posso!!

De Catarina Silva a 27.05.2015 às 12:15

Se há coisa que complica com o meu sistema nervoso é a tralha. Detesto tralha. Para alem de ocupar espaço dificulta a organização. Gosto muito de precisar de uma coisa e saber exactamente onde ela está. Aquela coisa de - " de certeza que tenho isso, não sei é onde.."- complica-me como nervos. Sinto-me muito feliz com pouca coisa, para mim quanto mais simples, melhor.
Com crianças destralhar é muito mais complicado e obriga a um processo continuo, pois criança é um ser que adora tralha.
Uma coisa é certa Olívia : quanto mais crianças vamos tendo, mais tralha vamos acumulando! Por isso muita coragem aí com o destralhamento !

De Olívia a 29.05.2015 às 09:10

Obrigada, coragem é mesmo o que faz falta. Isso e determinação!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  



Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt