Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quinta-feira, 06.04.17

Aos 36 anos...

... descobri que não sei comprar roupa para mim!

 

Uma tristeza bem sei... para compensar sou muito boa a escolher peças de bebé, criança e adolescente! Depois de ter lido um artigo (não sei onde) sobre como algumas mulheres têm tendência a deixar de "olhar" para si mesmas depois de serem mães, pude concluir que, por por esta e outras mais razões me tornei numa destas mulheres. Vai daí, resolvi ir a uma loja de roupa provar a mim mesma que, apesar de não comprar nada para mim* há uns bons anos (com exceção de umas calças de ganga), era bem capaz de escolher uma blusa gira para vestir no tempo quente. 

 

Primeira dificuldade: sou muito forreta! Mesmo quando ainda não tinha filhos e ganhava um bom ordenado só comprava roupa a bons preços, e com isto quero dizer a metade do preço - pelo menos - só por isto já podem ver a dificuldade que é comprar uma peça para a próxima estação... 

 

Segunda dificuldade: não me sinto à vontade nas lojas... as meninas que lá trabalham estão sempre muito bem aprumadinhas e algumas não primam pela simpatia, não entendem qual é a dificuldade de não conseguir comprar roupa!

 

Terceira dificuldade: não me apetece experimentar nada e acho que só de olhar para a peça consigo ver se me serve ou não. Aliás, uma das grandes razões porque deixei de comprar roupa foi o aumento de peso, pedir calças n.º42/44 para quem sempre vestiu o n.º38 é demasiado frustrante! Mas, nem com a diminuição de peso me sinto mais "convidada" a experimentar roupa e estar numa loja de roupa de senhora mais do que dez minutos deixa-me angustiada!

 

Posto isto, e porque era hora de almoço e tinha prometido a mim mesma que não iria comprar roupa nem na Modalfa nem na Code (as únicas em que passo de vez em quando para ver as modas), entrei numa loja aqui mesmo ao pé, na montra os manequins exibiam umas belas peças de tecido leve azul esverdeado e coral, colares e malas a condizer... só de olhar já me senti uma maltrapilha com as minhas velhas calças de ganga e a minha camisola básica cor de beringela... mas fiz um esforço e ao fim de uns segundos ouço um "se precisar de ajuda é só dizer!", claro, respondi eu com vontade de dizer "arranje-me uma blusa gira que custe menos do que cinco euros e que me sirva", mas lá continuei a passear pela loja.

 

Ao fundo vi uma secção de menina e adolescente e foi lá que estive a maior parte do tempo, até me aperceber do que ia fazer... sim, ia comprar uma peça para cada filha! Resistindo a este impulso que faz parte do meu adn, escolhi um top preto para vestir por baixo das blusas que tenho e um com um outro com umas risquinhas.

 

Paguei e saí frustrada! Bem sei que ninguém aqui vem à procura de conselhos sobre moda, promoções em lojas de marca ou do look do dia... por isso, depois desta pequena confissão, espero que continuem a voltar aqui a este espaço de partilha familiar!

 

spring_summer.png

 

 

---

* Então, perguntam vocês, como é que tens roupa para vestir? - Visto roupa que me dão! E sou muito poupadinha!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 09:01


8 comentários

De Elisabete a 06.04.2017 às 10:06

Adorei o post! Identifiquei me tanto com o que escreveu que dei umas boas gargalhadas de alívio ( afinal não sou caso único,ufa!:):) Obrigada !:)

De Olívia a 06.04.2017 às 16:31

Obrigada pelo comentário, também eu tinha a sensação de que era a única!

De Maria a 06.04.2017 às 16:25

Bem, se a Margarida já tem 19 anos já está na altura de lhe pedir para ela ajudar a escolher umas peças de roupa. Assim a mãe ajuda a filha e a filha ajuda a mãe!

De Olívia a 06.04.2017 às 16:30

Tem 20 cronologicamente falando (15)... e é muito indecisa quanto a roupas. A pressão que as colegas fazem quanto a marcas e a vestir roupa esburacada e "curta" de pano fazem com que se sinta um bocado deslocada e perdida... 

De Isabel a 06.04.2017 às 22:54

Olivia, também me identifiquei imenso com o que escreveste. Aliás, nos dias de formação que vou à cidade e inclui almoço no fórum, digo sempre para com isso meus botões que é desta que escolho roupa para mim! Pois! Chego a casa com roupa para as miúdas e para mim nepia.... bjs

De Alguém, algures a 07.04.2017 às 10:59

Bem, não me senti tão acompanhada como gostaria porque as minhas calças já vão no 46. As meninas das lojas são um terror para pessoas como eu. Muito bem pintadas, muito arranjadinhas e eu sem maquilhagem, de calças de ganga e com uma camisola básica. Também tenho uma cor de beringela, que gosto muito, mas a minha já está mesmo estafada.
A Margarida que não tenha problemas com a roupa. Se as colegas andam diferente, todas esfarrapadas e com decotes e camisolas justas que nem respiram ou a cair pelo corpo abaixo que as deixa meio despidas, além de não ser confortável, é ridículo. Acham que são sexy e são é palermas. Pensar nas coisas importantes ajuda a não ligar a essas coisas.
Gostei muito do post.

De Isabel a 07.04.2017 às 11:03

Olivia, também me identifiquei imenso com o que escreveste. Aliás, nos dias de formação que vou à cidade e inclui almoço no fórum, digo sempre para com isso meus botões que é desta que escolho roupa para mim! Pois! Chego a casa com roupa para as miúdas e para mim nepia.... bjs

De Diana a 07.04.2017 às 14:05

O quanto me identifiquei contigo neste post. 
Roupa? Bom... Eu olho para as minhas cunhadas e elas andam sempre tão bonitas arranjadinhas... e eu... a roupa velha, que ofereceram,... mas não consigo dar muito dinheiro por uma camisola. Vou a feira a banca dos três euros, olho para duas ou três e toca a pagar e ir embora. Só experimento calças de ganga e não dou mais de 10 euros 😊
ainda este verão vou ter um casamento e um batisado e não vou comprar nada. Pedi a minha irmã. 


Eu não me acho forreta, mas  sim sumitica 😅

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt