Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quinta-feira, 02.06.16

Aquela história dos 21 dias

Existe algures uma teoria (agora não tenho tempo para a ir pesquisar, mas certamente terá os seus fundamentos) que diz que para enraizarmos uma determinada rotina nas nossas vidas devemos fazer a mesma coisa durante vinte e um dias seguidos. Assim se quisermos começar a almoçar todos os dias à mesma hora devemos fazê-lo vinte e um dias seguidos, ao fim deste tempo já nem nos vamos lembrar e passa a ser "automático". Eu já experimentei com algumas coisas e de facto vale  a pena, quanto mais não seja para treinar a nossa persistência.

 

Hoje em dia uma pessoa anda sempre com pressa, quer tudo para ontem, não tem paciência para esperar e é exatamente isto que ensinamos aos nossos filhos... como é que queremos que eles esperem que lhes arranjemos o lanche se nós também nunca esperamos por nada? Ora, aproxima-se mais uma etapa de "férias grandes" e lá teremos de nos adaptar outra vez a novas rotinas! 

 

Mas, esta pequena partilha vem a propósito de um vídeo que estive a ver no outro dia, daqueles bons para vermos enquanto passamos a ferro, por exemplo. E fiz uma grande descoberta - não tão grande como a descoberta da pólvora, mas quase - ora então não é que depois do dilúvio Noé não desembarcou logo da arca cheio de entusiasmo? Não, ele esperou.

 

E agora é fácil adivinhar quantos dias foram: vinte e um!

 

Sete quando largou o corvo, mais sete quando largou a pomba pela primeira vez, mais sete da segunda vez! Fiquei tão feliz com esta descoberta, que agora tudo faz mais sentido, às vezes é preciso esperar, confiar e insistir - pelo menos - durante vinte e um dias para mudar a nossa vida!

 

 

2735045875_ece86a358e.jpg

 Gn 8: 6-13

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 10:11


1 comentário

De Bruxa Mimi a 04.06.2016 às 09:31

Eu sabia que ele não tinha desembarcado logo, por causa das aves que enviou (esperou que a pomba trouxesse o ramo de oliveira, se não me falha a memória), mas nunca tinha feito as contas... É uma descoberta engraçada, sim, senhora! :-)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt