Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

As dúvidas #1

Muitas pessoas quando nos encontram por mero acaso e que já não nos vêem há tempos perguntam sempre pelos filhos, é um posto chegar aos 30 anos e portanto a pergunta é de certa forma normal (uma olhadela para a mão e confirma-se que temos alianças o que faz com que a pergunta - «quando é que casam?» não seja feita).

 

Respondemos então que já temos duas filhas, uma de 5 (nada de estranho) e uma de 17 anos (bem... até se ouvem os mecanismos do pensamento a fazer barulho de tantas contas, e a matemática que é uma ciência exacta começa a ser posta em causa...)

 

A nossa resposta dá direito a uma expressão intrigada e muitas das vezes a olhares estranhos... pois é... tenho de continuar a resposta com:

«não engravidei com 16 anos, claro que tinham dado conta, esta filha quando nasceu já tinha 11 anos!»

 

Ai, a confusão!!!! Muitas pessoas entendem logo à primeira, mas muitas precisam de ouvir, claro e bom som, que adoptámos!

 

É aqui que muitas das vezes se confunde amar com fazer uma "caridadezinha" daquelas de boa consciência. Mas esta nossa decisão nada tem a ver com fazer caridade, esta nossa decisão foi tomada conscientemente, sabendo que poderíamos fazer a diferença na vida de alguém, que podíamos ser uma segunda oportunidade no coração magoado de uma criança!

 

Quando isto é compreendido nascem os sorrisos daqueles que são verdadeiramente nossos amigos! Temos uma família diferente, mas igual a tantas outras a única diferença está na genética, e essa não é de todo a coisa mais importante! O mais importante é o que sentimos no nosso coração, o mais importante é o AMOR!

 

 

 

11 comentários

Comentar post