Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Biblioteca da Mãe #7

Confesso que ultimamente não tenho lido grande coisa no que a romances diz respeito, afinal tenho andado deveras ocupada com os afazeres da quadra Natalícia. 

Este livro de que aqui vou falar ainda não o li, mas ouvi o testemunho da autora durante cerca de hora e meia e ainda hoje fico arrepiada só me me lembrar de alguns episódios da vida desta grande Mulher do nosso tempo, que arregaçou as mangas e, mesmo correndo o risco de ser olhada de lado pelas pessoas da sua "classe social" descobriu que a sua maior felicidade estava em servir o próximo.

Não estou a falar de ir de vez em quando ver se alguém precisa de ajuda, estou a falar de sair à rua e encontrar nos marginalizados o próprio Jesus.

Esta grande Mulher é sem dúvida um exemplo de amor e generosidade, quem com ela convive certamente nunca mais será a mesma pessoa!

O seu livro chama-se: HOJE, SENHOR...   contém uma compilação de textos da sua caminhada rumo à santidade (esta é  aminha opinião mai sincera).

image.jpg

 A Autora

Teresa Olazabal é casada e mãe de três filhos. Em 1994, aquando de uma intervenção cirúrgica de risco, descobriu o verdadeiro sentido da vida, num encontro com Jesus Cristo vivo, facto que a levou a mudar a maneira de viver a sua fé. Hoje vive dedicada ao trabalho de voluntariado no Calvário de Paredes, no IPO e, sobretudo, ao serviço dos sem-abrigo do Porto.

 

Sinopse

«A Autora descobre Jesus, por aí, abandonado, nos sem-abrigo, nos deficientes, nos doentes terminais... e vai ao seu encontro, para O e os servir incondicionalmente. Página após página, o leitor é confrontado com a imensa dignidade dos mais pobres, abandonados e rejeitados pela sociedade, e com um lugar muito especial no coração de Deus. Hoje, Senhor... não é um discurso sobre a pobreza, mas um testemunho daquela «fantasia da caridade» de que falava João Paulo II, desafiando os cristãos a avançar para novas formas pessoais e comunitárias de serviço aos mais desfavorecidos.»

 

Deixo-vos um excerto da apresentação do livro:

«...por detrás dos gestos descontrolados dos deficientes, dos corpos martirizados dos doentes, dos olhares desesperados dos sem-abrigo, das figuras patéticas das prostitutas, das expressões incrédulas das crianças abusadas, violentadas, abandonadas, é o gesto, o corpo, a figura e a expressão de Cristo crucificado que vejo. É aí que Jesus me marca encontro, é aí que quero cada vez mais estar presente porque é onde me sinto cada vez mais amada, e onde sinto uma ânsia muito forte de O amar e também de Lhe agradecer por um dia, lá longe, me ter desafiado a encontrá-Lo nesses seus predilectos... apesar de mim e da minha miséria!»

 

Este é um dos livros que vale a pena ler, certamente deixará uma grande carga emocional... mais do que uma história, é um percurso de vida!

 

Boas leituras!!!