Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Sábado, 25.10.14

Declaração de Missão

Voltando ao tema do livro "os sete hábitos das famílias altamente eficazes" e depois de escrever sobre o 1º Hábito: Ser proactivo, nesta semana tenho estado a ler o 2º Hábito: Começar com o objectivo em mente.

Sabemos que muitas vezes dispersamo-nos do que é essencial afinal somos "bombardeados" com centenas de coisas "importantes" através dos meios de comunicação, através de amigos, familiares, e quando damos conta "já andamos fora da rota". Pois bem e que rota é essa? Que tipo de família queremos ser? O que realmente queremos fazer? Quais são os princípios que regem a nossa vida familiar? Que causas defendemos? Qual é o nosso objectivo?

Diz lá no livro e muito bem que: viver sem objectivos não é viver, mas ser levado pela vida! Aprecebi-me também de uma coisa muito importante nesta leitura, a minha família é a coisa mais importante da minha vida, se a minha família está bem, unida, feliz tudo o resto parecerá menos preocupante. Por isso a «família em si constitui um princípio universal, intemporal e evidente por si mesmo»!

Somos então convidados neste capítulo a fazer a nossa declaração de missão, que será um elo forte, um sentimento de união, uma motivação para nos fazer ultrapassar os obstáculos do dia-a-dia. Esta declaração será o ADN da nossa família, tornando-se no ADN da vida, definindo assim cada um de nós enquanto grupo e enquanto membros desta família.

Neste momento estou a trabalhar em família através de "jogos", trabalhos artísticos, conversas para envolver toda a família nesta declaração de missão. Temos como premissa que o amor é um compromisso e que aconteça o que acontecer este amor não depende do comportamento, é dado sem restrições, o nosso amor é incondicional!

Através desta declaração vamos examinar, renovar e afirmar as nossas promessas, e através dela as nossas filhas ficam a saber para além de qualquer dúvida de que estamos comprometidos enquanto casal, com elas e com a nossa família.

Para ter material suficiente para elaborarmos a nossa missão (pode ser uma frase, um texto, um poema...) tenho procurado obter respostas (de todos) para algumas destas perguntas:

  • Qual o propósito da nossa família?
  • Que tipo de família queremos ser?
  • Que tipo de coisas queremos fazer?
  • Que tipo de sentimentos queremos encontrar em casa?
  • Que tipo de relação queremos ter uns com os outros?
  • Como queremos que falem connosco?
  • Qual a maior prioridade da família?
  • Como podemos contribuir para a sociedade?
  • Quais são os nossos talentos e habilidades?
  • Quais são as nossas responsabilidades?
  • Quem são as pessoas verdadeiramente importantes?
  • Quais as tradições importantes que queremos celebrar em família?
  • O que nos faz ter vontade de vir para casa?
  • De que forma queremos ser lembrados?

O nosso primeiro trabalho em família foi um cartaz onde estivemos a trabalhar na nossa identidade enquanto família, desde o nosso casamento até ao nascimento delas, as meninas colocaram palavras que nos definem enquanto família católica. A partir daqui tentarei conversar várias vezes sobre estas coisas sem pressionar, claro senão nem me respondem como deve de ser... só para despachar a chata da mãe... e para que funcione todos devem sentir-se integrados e identificados com a missão, vamos então fazer este processo gradualmente (cerca de um mês), e depois de definida a declaração será impressa e emoldurada, colocada à entrada da nossa casa, só assim podemos olhar para ela e ver se realmente andamos na rota!

Agora inspirem-se e mãos à obra!!!!

adopcion5

 

adopción1

 

despicableme

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:48



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt