Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quinta-feira, 20.10.16

Então Olívia conta lá...

... essa pausa no fim de setembro como correu?

 

 Correu bem já que as semanas antes foram uma desgraça!

 

E sim, por aqui o outono também traz destas coisas, muitos problemas, uns mais graves do que outros, muitas ideias, carradas de projetos, uma vontade louca de querer fazer muita coisa e um cansaço extremo que me deixou de rastos. Aquela sensação de que nada corre bem, de que sou uma coitadinha e tudo lá fora é feio, escuro, triste e muito mau apoderou-se da minha cabeça!

 

Afastei-me das coisas mais importantes (e das menos importantes) e comecei a atingir aquele estado em que nada anima, nada de nada! Sim, nem mesmo um chocolate ou uma fatia daquela pizza muito boa lá do Lidl (oh sim, agora vamos muito lá), enfim andei aqui numa espécie de urso hibernado.

 

Aos poucos fui lutando contra este desanimo, as vitaminas estão a ajudar, comecei a andar menos na Internet e peguei num livro (o mesmo que leio todos os anos): eu gosto dele, gosto muito. Depois desse seguiu-se um dos poucos que tinha ainda por ler. E surpresa das surpresas fiquei rendida!

 

Assim, comecei a abrir os olhos e a ver (com o coração) que por mais sombria que possa parecer a nossa vida, há sempre esperança. Passei a olhar mais para o que é positivo e a registá-lo num bloco, tentei evitar ver logo o lado pior das coisas. Aceitei com humildade aquilo que nunca poderei mudar. Retirei de dentro do peito a raiva e a angústia por não fazer mais e melhor. Retomei alguns dos meus projetos e arrumei outros bem arrumadinhos até um dia lhes pegar.

 

Decidi que de agora em diante vou adotar o lema: "escreve para ti e por ti" independentemente de quem está a ler do outro lado a ler, só assim posso ser sincera.

 

Se já estou bem?

 

Não. Nem perto.

 

Mas encaro esta luta com mais positivismo.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:58


11 comentários

De Bruxa Mimi a 20.10.2016 às 07:54

Querida Olívia,
Nunca me pareceu que houvesse falta de sinceridade por estas paragens... Não dizer tudo não é falta de sinceridade - bem, se for, peco no meu blogue pelo mesmo motivo!
Gosto muito de ler o que escreves, tanto os posts mais animados ou com sugestões, como aqueles em que te mostras mais fragilizada. Porquê? Porque, mesmo que os problemas sejam outros, a massa de que somos feitos, todos, é a mesma, e a empatia surge da consciência dessa realidade.
Beijinhos para todos,
Mimi

De Olívia a 20.10.2016 às 18:51

Tu não sentes isso porque me conheces, eu tento ter cuidado para não magoar as pessoas, por exemplo as que não são crentes, ou as que não são mães, entendes?
Tu escreves sob um nome fictício, é diferente... mas aposto que quando as pessoas te começaram a conhecer começaste a pensar melhor naquilo que escreves!
;)

De Bruxa Mimi a 20.10.2016 às 21:09

Muito sinceramente, a pessoa que faz realmente diferença eu saber que lê o que escrevo é o Rogério. Muitas vezes, há desabafos que queria escrever, simplesmente para isso, desabafar, e não escrevo porque, à custa dos desabafos, sinto que poderia criar uma tempestade por casa. Se o blogue fosse totalmente anónimo, muitos posts pareceriam um lavar de roupa suja, apesar de o objetivo de escrever esses posts ser aliviar a tensão interior, permitindo-me ficar mais leve para o contacto real (com o Rogério). Sabendo que ele lê o blogue, mesmo que quisesse aliviar a tensão, acho que o efeito dos posts seria o contrário!
De resto, só muito raramente me inibi de escrever alguma coisa por causa das outras pessoas que me conhecem e leem o blogue. Na verdade, só me lembro de uma situação e acabei por não escrever o dito post.

De Inês a 20.10.2016 às 13:56

Sempre achei este blog muito real, sem maquilhagens para embelezar a vida.
Seja como for, fico grata pelo seu regresso e pelas resoluções tomadas.
Beijinhos
Inês

De Olívia a 20.10.2016 às 18:49

Obrigada Inês.

De Sónia a 20.10.2016 às 14:51

Força querida Olívia, um dia de cada vez, e cada dia com Jesus!


Um Abraço forte!

De Olívia a 20.10.2016 às 18:49

Obrigada!
bjs

De marrocoseodestino a 20.10.2016 às 14:59

Por vezes também tenho essas fases, aliás acho que todos as temos.
O importante é levantarmos-nos e seguir em frente.
Beijinho

De Olívia a 20.10.2016 às 18:49

É verdade.
Este teu comentário foi o n.º 2.500 aqui no blogue!

De Joana a 20.10.2016 às 19:37

Portanto isso dá direito a prémio!

De D. a 26.10.2016 às 23:01

Bem, eu estou atrasada nos comentários... ia escrever algo mais longo, a comentar isso do "escreve para ti e por ti", mas assim nunca sairia o tal comentário. Por isso deixo aqui o essencial:
1. Gosto muito de ler este blog. 
2. Não gosto de saber que a Olívia não está bem, mas tenho esperança que as coisas melhorem em breve.
3. Um grande, grande abraço!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt