Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Entre o ecrã e a vida diária

O mundo moderno tem uma grande vantagem, tudo está à distância de um clique... quer dizer, nem tudo, já que aquele abraço e aquele beijo só mesmo "em pessoa", mesmo assim, existe uma grande aproximação das pessoas graças às novas tecnologias, em poucos minutos conseguimos enviar fotografias aos amigos, uma mensagem a alguém doente, marcamos uma consulta, fazemos compras, lemos o "jornal" e se quisermos entrar em depressão profunda lemos os comentários em publicações polémicas...

 

Confortavelmente sentados em frente ao ecrã, ocupamos algum do nosso tempo pesquisando, lendo sobre as mais variadas matérias, descobrimos sites interessantes aos quais voltamos e outros não tão interessantes assim... a escolha é sempre nossa. E, se existem coisas que facilmente dispensamos, existem outras que passam a fazer parte das nossas rotinas do dia a dia. E é assim que a nossa família se vai mantendo ao corrente daquilo que se passa nas Famílias de Caná.

 

Todos os dias vou ao site em busca de novas publicações, novas notícias e iniciativas do movimento, já era assim há três anos quando o movimento ainda dava os seus primeiros passos! Passar de comentadora regular a participante num retiro "para ver como era" foi fundamental, reconhecer que viver as seis bilhas não era o objetivo, mas o caminho foi determinante, perceber que, ainda que estejamos longe de sermos exemplares, queremos caminhar deste jeito e não de outro dá-nos um novo entusiasmo rumo ao compromisso.

 

No fim de semana passado a nossa catequese familiar teve como base o evangelho dos discípulos de Emaús e a nossa própria caminhada. No fundo sentimo-nos tantas vezes desanimados e com vontade de voltar ao "antigamente", cheios de dúvidas e confusos, que só com a Verdade à frente do nariz conseguimos sentir aquela alegria!

 

- Quem é que se quer comprometer a viver sempre como família de Caná? - Perguntei eu...

- Eu, eu... - responderam as meninas.

- Ai sim? Então e o que pretendem fazer diariamente? Não é só dizer "eu quero", comprometer-se é trabalhar dia a dia... insistir, viver as seis bilhas, uma e outra vez... e nós sabemos que existem coisas que não conseguimos ainda fazer... 

 

Pois é, apesar de termos mudado muita coisa nas nossas vidas, ainda temos muito por onde trabalhar, e munidas de um post-it e um lápis tentámos encontrar formas de nos comprometermos. Coisas pequenas, repetia eu... somos pequenos, fazemos coisas pequenas. "Ajudar o próximo" é muito vago... "ler a bíblia" também... coisas pequenas...

 

Decidimos ler o evangelho do dia logo depois do jantar quando ainda estamos todos na mesma divisão, isto porque o serão é uma corrida, já que chegamos tarde a casa, ainda temos os banhos, o jantar, preparar as malas para o dia seguinte e uma hora e meia passa depressa!

 

Vamos também fazer um esforço para fazer as nossas tarefas - em especial as mais aborrecidas - com amor e ajudar os outros em pequenas coisas em casa, na escola, quando passeamos... oportunidades não hã-de faltar!

 

Estamos a tentar encher assim um bocadinho as nossas bilhas mais vazias: da Palavra de Deus e da Visitação. 

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post