Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quarta-feira, 30.09.15

Estava a escrever um texto...

... e no meio ainda antes de o "publicar", apagou-se... apenas lá ficou um conjunto de letras a formar meia palavra! Quando saí do blogue e voltei a entrar recuperei apenas essas quatro ou cinco letras.

 

A questão que me surgiu logo foi "e agora volto ao tema, ou se calhar aquilo desapareceu por alguma razão?"

 

É curioso como já uma vez me tinha acontecido isto... há bastante tempo... e nem dá para acreditar, mas o tema era o mesmo... da outra vez optei por escrever outra coisa qualquer, hoje ainda hesitei... porque será que sempre que quero escrever sobre isto, o texto não sai? É tão estranho que me custa acreditar...

 

 E mais uma vez adiarei o texto sobre os "rótulos", não aqueles que colocamos nos frascos de especiarias ou mercearias lá na despensa, mas aqueles que as pessoas colocam umas nas outras e muitas delas em si mesmas!

 

Existe algo de fantástico quando num grupo grande de pessoas cada uma delas é "apenas" uma pessoa, não há cá doutora, professora, engenheiro, excelência... cada um vale pela pessoa que é, não pelo estatuto que alcançou na vida!

 

No domingo passado de entre as dezenas de pessoas, algumas delas vieram para me falar, sabiam quem eu era, a Olívia do blogue, eu continuo sem saber quem elas são, apenas que tinham uma palavra simpática para me dirigir...

 

... Apenas que me receberam ali com alegria, simplicidade, algumas não hesitaram em deixar os seus filhos connosco (quer dizer, devem ter ficado receosas, mas à hora de almoço estavam já mais tranquilas)!

 

Ah, que alegria porque tive a oportunidade de conhecer e me relacionar com pessoas tão diferentes, que (certamente) terão profissões tão diferentes, como é bom poder conviver sem recear ser rotulada, sem ser logo questionada sobre o que fazemos, onde trabalhamos ou que cargo temos... como é bom sermos unicamente pais, mães, avós, tias... enfim... sermos e estarmos em família!!!

 

 

rotulos2.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:01


12 comentários

De Bruxa Mimi a 30.09.2015 às 07:54

Gostei deste texto, Olívia sem rótulos! :-) Mas, no fim, fiquei a pensar: afinal adiaste o texto ou não? Como escreveste sobre rótulos, de certa maneira, a dúvida surgiu!

De Olívia a 30.09.2015 às 08:46

Talvez no texto inicial eu desse muitos exemplo de "rótulos" que me irritam... e andasse a divagar... aqui deixei só a ideia positiva, de me sentir bem junto de pessoas boas, que não julgam os outros!
É melhor assim! Um dia se calhar volto ao tema!

De As Nossas Voltas a 30.09.2015 às 08:22

Ora aí estão palavras sábias:) Não podia estar mais de acordo contigo! 

De mãe de coração a 30.09.2015 às 11:47

Ainda a semana passada me ligaram do C.Emprego e a senhora foi de uma "simpatia" e "educação" que quase lhe desliguei o telefone na cara. À tarde quando nos encontrámos cara a cara, e depois de abrir o meu processo, abriu um sorriso e lá lhe saiu um doutora para frente e para trás... não estive com meias medidas e respondi-lhe com o mesmo tom que ela tinha usado antes ao telefone, que não era doutora, era apenas gente!!
Neste país ainda há muita gente com uma "cabeça muito pequenina"!!!!

De Olívia a 30.09.2015 às 12:56

É justamente isso que me chateia... em Portugal o estatuto tem demasiada importância, como se a pessoa que tem a 4ª classe fosse menos do que a que é doutorada... pessoas são pessoas!

De Catarina a 30.09.2015 às 11:52

Tal como a Olívia não consigo perceber estes rótulos que temos. No fundo somos todos de carne e osso não interessa a profissão, o dinheiro, onde vive ou a cor da pele. Quando todos formos capazes de perceber isso viveremos num mundo muito melhor.

De Olívia a 30.09.2015 às 12:56

Ora aí está! É isso mesmo!

De Fui Eu a 30.09.2015 às 14:44

Deixei de colocar "rótulos" nas pessoas a partir do momento de que, me apercebi, que mos punham a mim!
O ditado popular "Não faças aos outros aquilo que não queres que te façam a ti" aplicou-se a 100% a mim!
Aliás disseram-me mesmo que, sem me conhecerem, achavam que eu era uma pessoa hiper-super mal encarada! E honestamente não sou... Mas serviu-me de lição. Nunca julgar as pessoas antes de as conhecerem, nunca rotular de...

De Olívia a 30.09.2015 às 16:47

E que grande lição! Se todos fossemos assim... o mundo era bem mais bonito!

De Teresa Power a 30.09.2015 às 21:26

Bem, o meu comentário não é sobre rótulos, mas sobre... apagões de posts!!! São tão aborrecidos... Como eu te compreendo! O último que me aconteceu, estava eu ainda a fazer um esforço enorme e a escrever só com uma mão, por causa da operação à mama, e não é que se apagou inteirinho? Quase que me apeteceu não voltar a escrevê-lo! Mas os nossos leitores assíduos merecem :) Força, Olívia, e obrigada por reescreveres sempre, sem desistir! Bj

De Olívia a 30.09.2015 às 21:41

É realmente uma desilusão... Penso sempre qie na próxims vou logo "gravando" nem que seja nos rascunhos... Mas acaba por me acontecer! Eu gosto de escrever, enquanto Deus mo permitir escreverei! Nem que seja uma linha apenas!
Bjs

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt