Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Estratégias ou experiências?

Gerir uma família faz com que tenhamos de tomar decisões. Umas mais conscientes, outras menos, no fundo o "deixa andar" não é uma boa táctica! E, se achamos que sabemos sempre o que é melhor, depressa nos enganamos e até achamos que não faz mal mudar, que talvez tenhamos de ir tentando novas estratégias e modificando os nossos hábitos. 

 

Não existem fórmulas mágicas, nem dicas eficazes e certeiras em 100% das famílias, umas precisam mais disto outras daquilo e é assim que nascem as rotinas familiares. Às vezes uma pessoa sente-se um cientista maluco a fazer experiências, na esperança de encontrar aquilo que se chama equilíbrio... e se o encontramos durante cinco minutos não podemos esperar que dure toda a vida, estamos sempre sujeitos a interferências, a acontecimentos não planeados, a surpresas agradáveis! Na maior parte das vezes parece que o meu "laboratório" sofreu uma grande explosão e está virado de pernas para o ar!

 

Ora, eu já testei muitas teorias, muitas ideias, esperei que funcionassem comigo como parecem funcionar noutras casas e no entanto na maior parte das vezes sai tudo ao lado!

 

Eu nunca seria a pessoa que hoje sou se não tivesse constituído família. Se não tivesse que aprender a gerir a vida a dois, a três, a quatro e a cinco, se em dada altura seguisse a razão e não o coração só Deus sabe onde estaria agora! Esta foi a minha escolha, e cada escolha traz consequências, não adianta fazer de conta que  "nem quero saber", porque me importo. Importo-me com a vida que quero viver, com as pessoas com quem convivo, importo-me com os valores em que baseio a minha vida e importo-me comigo própria (às vezes nem parece).

 

Posto isto, e porque na vida nem sempre tudo é mau, decidi diversificar as atividades que fazemos em casa e em conjunto... ainda estamos a dar os primeiros passos na concretização de algumas coisas, mas não tem corrido mal, tenho esperança de que aos poucos encontremos a nossa "organização no meio do caos", porque no fundo a felicidade de cada membro da família pode ser construída com pequenas coisas, que juntas num todo poderão - um dia - refletir-se na felicidade da família!

 

 

Projeto "casa das polis" com a Maria:

IMG_20170305_153859_104.jpg

 

 

 

(Ok, no fundo eu queria ser perfeita... mas vá-se lá saber porquê, não sou...)

 

4 comentários

Comentar post