Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Há 17 anos atrás...

... começava (oficialmente) esta história de amor!

 

Recordo sempre com muito carinho o dia em que comecei a namorar... era tão jovem, estava tão apaixonada...

 

Há uns meses que nos tínhamos conhecido na passagem de ano, ficámos amigos... gostávamos da companhia um do outro... um piquenique de amigos no 1º dia de primavera... conversas aos sábados à noite num bar pequenino... um convite para passear em Lisboa...

 

... Um passeio pela linda capital, ao Elevador de Santa Justa, à Basílica da Estrela, seguido de um passeio a uma praia na Costa da Caparica, com uma chuva miudinha... e um pedido há muito ansiado... um beijo... um sonho...

 

...O resto do dia (nas nuvens) com ida ao cinema... mais passeio e regresso a casa... a promessa de um encontro uma semana depois... 

 

... e nesse encontro o início de um namoro que dura até hoje!

 

Se fechar os olhos consigo sentir, ainda hoje a emoção destes dias que aqui registei!

 

A alegria, o entusiasmo, as borboletas na barriga, a emoção do reencontro, a dor nas despedidas, que isto de se namorar à distância tem destas coisas!

 

E a verdade é que de todos os momentos que vivi durante estes 17 anos de namoro, os momentos mais marcantes não são as coisas tristes ou que não correram como planeado, são os melhores momentos, os mais positivos: pequenos gestos de amor, rosas vermelhas, um postal, frases sinceras, passeios de mãos dadas, olhares profundos...

 

Hoje posso dizer que amo o meu namorado ainda mais do que no início, com uma força muito maior! Aquilo que nos une já não é apenas uma paixão "assolapada", mas um sentimento de pertença e de união...

 

... Se voltasse atrás no tempo teria sido tudo igual! As coisas boas e as coisas más!

 

praia.jpg

 

Se não passarmos pelas dificuldades como vamos apreciar as coisas boas?

 

 Bom fim de semana!

Que hoje é dia de namorar!!!

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2