Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quarta-feira, 02.07.14

História IV

...

«Sentada a olhar para o monte de fotos já mais ou menos ordenado cronologicamente teria de decidir como é que eu iria fazer o álbum da Gui de modo que esta, ao ver as fotos do nascimento da irmã, não ficasse ainda mais magoada por não ter nenhuma foto de quando era bebé. Sim porque em casos de retirada das crianças por parte da CPCJ as crianças são levadas exactamente como estão, não há cá - vai buscar isto ou aquilo. Não podem levar nada. Provavelmente até nem havia nada para levar, nunca saberemos ao certo... mas temos de confiar em Deus e procurar ideias luminosas no meio da escuridão!

 

Acontece que, este dia foi um desses dias iluminados, o Espírito de sabedoria tinha de me auxiliar e a ideia que me surgiu foi: comprar um álbum infantil, assim com uns bonequinhos fofinhos, um álbum de bebé e começar com um texto bonito sobre ela, escrito aqui pela mãe.

 

Claro que isto não compensa o facto de não existirem fotos antigas, mas mostra que nos importamos e que tudo faremos para que essa falta seja minimizada. Ainda me recordo de um dia ouvir a pergunta: - "E eu como é que eu era em bebé?" Claro que a Gui sabe bem que nós não sabemos responder afinal ela sabe a sua história, mas precisava de uma palavra especial.

A resposta foi: "Devias ter o nariz empinado e muita personalidade, afinal tens um feitiozinho daqueles"... como dizia a Ir. Rita já depois das coisas estarem mais ou menos tratadas «Ai queriam uma menina? Pois ficaram com esta que é das piores, mas vocês aguentam»!!!

 

Encontrado o dito álbum, mesmo como queria, ecrevi então o texto onde coloquei uma pesquisa que fiz na Internet com curiosidades de 1997, o ano em que ela nasceu (como a moeda usada, o preço das coisas, músicas e filmes no TOP) assim ela poderá ficar com uma ideia de como eram as coisas nesse ano.» ...

 

A Mãe

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 07:52


1 comentário

De Joana a 15.07.2014 às 19:01

Não imaginava que quando as crianças são retiradas não levavam nada. Sou uma ignorante nesta matéria. Confesso que nunca pensei muito nestas situações, apenas quando aparecem na TV ou quando calha em conversa.
Bem haja a pessoas como tu.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt