Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Terça-feira, 19.08.14

História XXIII *Junho 2008*

Estava a chegar o final do ano lectivo e as férias grandes estavam à vista! O fim da gravidez também já estava à vista! Tudo parecia correr bem! Mas nestas coisas há-de haver sempre uma pedrinha no nosso sapato... e o que não era esperado aconteceu. Sua excelência a progenitora resolveu dar o ar da sua graça junto às vedações da escola primária onde a Gui estava, o que a assustou e muito... as funcionárias tomaram as medidas necessárias pois sabiam o que se passava e caso continuasse chamariam a polícia. Estas coisas não matam, mas moem claro... e nós ficámos também receosos por ela e resolvemos ir junto das técnicas da Segurança Social saber em que ponto se encontrava o processo a que a resposta foi "está a decorrer", informámos que a decisão do tribunal fora tomada e a 5 de Maio teriam dado a conhecer à SS a decisão, portanto um mês depois já era para aquilo estar mais avançado! Mas a verdade é que estas coisas demoram sempre muito tempo e como não viamos a coisa a chegar a lado nenhum informámos das "visitas" à porta da escola... e pedimos para não se esquecerem que o mais importante é sempre a criança, a sua segurança e bem-estar. Falámos também com as pessoas da instituição e para evitar o pior resolveu-se que no dia 20 de Junho a Gui terminaria a escola e iria para nossa casa de férias (se tudo corresse bem já não iria voltar à instituição e começaria o novo ano lectivo connosco em casa) Foi-nos passada uma declaração em como estávamos responsáveis pela Gui a partir desse dia.

 

E assim foi! Estivemos na festa de final de ano tal como os outros pais e divertimo-nos muito! No final fomos à instituição buscar as malas... e que malas... tinham arranjado montes de roupa para ela trazer, nada lhe faltaria neste recomeço, escusado foi dizer que tínhamos em casa também muitas roupas que nos tinham dado para ela...

 

As despedidas foram emotivas, muito emotivas!

 

E a chegada a casa foi um alegria muito grande! Arrumar as coisas nos armários para já não voltar a tirar a não ser quando já não servisse... Começava assim esta nova fase da nossa vida! Uma filha já em casa (ainda sem a conclusão da pepelada) e outra que nasceria daí a duas semanas!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:00



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt