Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Me and my car

(Até parece um blogue muito à frente, com um nome em inglês e tudo)

 

Andava há que tempos com um texto pensado sobre carros e condução, mas tem ficado esquecido... hoje foi o dia. 

 

E porquê?

 

Porque na terça-feira foi o dia da inspeção do meu grande amigo, o meu carro.

 

Confesso que eu não gosto de conduzir, mas tirar a carta de condução foi das coisas mais úteis que fiz na vida.

 

Graças a esse passo, que dei por necessidade, já com 23 anos, casada, a estudar à noite e a estagiar de dia consigo agora fazer uma vida sem depender de terceiros, pois aqui na província temos um autocarro de manhã e dois à tarde para ir e regressar da cidade mais próxima.

 

Sempre que posso vou "à pendura", por isso em passeios de família quem leva o carro é o super pai que adora conduzir, incluindo para locais que não fazemos a mínima ideia de como lá chegar a não ser aquele mapa tirado do "viamichelin"... claro que sou um co-piloto muito bom, pena é não ter sentido nenhum de orientação, mas não se pode ter tudo, certo?

 

Deus na Sua infinita sabedoria lá me arranjou um marido cheio de qualidades, duas das quais são o gosto de conduzir e o grande sentido de orientação!

 

Lá em casa tenho tendência a pendurar-me sempre nele para tratar das coisas dos carros, como costumo ouvir: "Isto não é só pôr gasóleo e andar, sabias?" Eu saber até sei, mas o que se há-de fazer? Ele trata tão bem dos óleos e filtros, pneus, revisões, inspeções e essas coisas tão interessantes que eu nem digo nada...

 

Mas com o marido em Lisboa há dois anos que me calha a mim levar a viatura à dita inspeção obrigatória. E aquilo é uma coisa enervante. E com 37º de calor é ainda pior. E com a barriga a fazer comichão, melhor não fica! 

 

Piscas para lá, luzes para cá, acelere, trave, por ali, mais por aqui... uma pessoa vai lá e paga alguém devia fazer aquilo por nós, certo? Quando me pedem para fazer um IRS eu recebo o valor, mas faço as tarefas todas, não fico para aqui a mandar somar isto e aquilo e separar A e B!!! 

 

Então quando o senhor me manda um: " Abra o capô"... (Ai a minha vida) não tive outro remédio a não ser dizer "E onde é que isso se faz?", ele lá me disse para levantar uma alavanca cá do lado de dentro, mas depois de estar uns bons minutos a brigar com aquilo também teve de ir chamar o colega para abrir o capô para cima!!!! 

 

E agora até parece que sou uma grande naba... pois...

 

Mas só para que conste desde que tirei a carta até ao dia de hoje já mudei um pneu sozinha (sim que ninguém se oferece para ajudar) e já ajudei uma miúda a mudar um (que mais ninguém se ofereceu para ajudar). Valeu-me a primeira aula de condução onde fomos convidados a mudar um pneu para ver como era.

 

Flintstones_Family_Car-10889.png

 

 E assim, lá vou eu metendo gasóleo, andando e indo à inspeção... ah é verdade a ver se não me esqueço mas é de pagar o IUC, senão a coima é a doer!!!

 

 

E com tudo isto bons passeios em família, que hoje é dia de celebrar a melhor coisa que Deus nos deu!

 

1 comentário

Comentar post