Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Terça-feira, 25.07.17

Mudar cá dentro #4

"Era uma vez uma dona de casa que queria ser mais, que queria ser aquilo que via em blogues e que no fundo, no fundo bem sabia que nunca iria acontecer, mas mesmo assim, decidiu tentar. Tentou ter a casa arrumada, ter uma despensa cheia de coisas boas para que nada faltasse, tentou programar menus e aproveitar as promoções. Tudo em grande! Com direito a cupões de desconto. Em poucos meses o stock duplicou, triplicou... e aquela sensação de que se tem tudo controlado fez com que se sentisse de facto uma excelente dona de casa.

 

MAS

 

Um dia, reparou que existiam umas pequenas borboletas castanhas na despensa, eram pequeninas, mal se viam. Passou um tempo e afinal eram dezenas delas, e já bem grandes... então nesse dia, resolveu ir limpar a despensa, fazer a escolha das coisas mais antigas - estão a ver onde é que esta história vai acabar, certo? - pois, a descoberta foi pavorosa. Praticamente todo o stock de farinha estava atacado, assim como muitas outras coisas, esta dona de casa passou de supercontrolada a completamente descontrolada... foi preciso terapia de choque. Foi preciso retirar tudo da despensa, limpar, lavar as paredes, pintar e recomeçar."

 

Desde este fatídico período nunca mais guardei nada de mercearias naquela despensa, reorganizei os móveis da cozinha e em duas portas guardei o que nos ia fazendo falta. Dois pacotes de cada coisa e ia repondo consoante ia gastando. Claro que este método obriga a andar sempre nas compras e, para quem detesta o processo... torna-se uma canseira! Hoje me dia a coisa está mais organizada porque já consigo "prever" mais ou menos as quantidades de coisas que gastamos por mês - agora nem tanto, porque as miúdas estão de férias e não há nada melhor do que elas almoçarem na cantina da escola! - mas tento sempre ter aquilo que considero suficiente e não ter coisas a mais.

 

Então e a tal despensa? Ah pois, essa zona tenebrosa da casa serviu essencialmente para colocar pacotes de leite, guardanapos, papel absorvente, tralha, roupa para passar a ferro e tralha. Já escrevi tralha? No fim de semana passado ganhei coragem - que bem preciso - e tirei tudo de lá, organizei as coisas, e reparei que 50% das coisas que lá estavam eram.... roupas para escolher e para passar a ferro. No sábado adiantei alguma roupa, mas no domingo à noite fiz uma maratona de três horas, passei quase tudo, fiquei exausta. Na segunda passei o resto, e pela primeira vez neste ano tenho a roupa em dia!

 

Estou bastante satisfeita comigo. Aliás, só o facto de poder olhar para a despensa e sorrir já é recompensa suficiente, mas descobri ao longo deste processo que sou capaz. Eu sou capaz de manter a casa em ordem porque isso me faz sentir bem. Eu sou capaz de manter algum equilíbrio na gestão doméstica, não por obrigação, mas por amor.

 

Logo mais à noitinha já mostro como ficou a despensa (esqueci-me de tirar uma foto), só não mostro o "antes" porque me envergonho bastante daquilo!

 

IMG_20170725_211149.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 10:58


1 comentário

De A rapariga do autocarro a 25.07.2017 às 12:21

Eu compro umas armadilhas para traças da comida que colo na porta dos armários, volta não volta lá estão elas agarradas!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt