Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Não deixem de sonhar

Este foi o pedido do Papa às famílias, este é um pedido que vou tentar não esquecer e tentar que não caia no esquecimento aqui na blogosfera. Todos os dias nos vemos confrontados com milhares de histórias tristes, casos complicados, famílias a braços com a dureza da vida, com o desemprego, sem casa, pessoas em desespero, famílias despedaçadas pela perda ou pela separação.

«Não deixem de sonhar»

  • Há quanto tempo não sonho com uma coisa que poderia fazer a minha família feliz?
  • Quantos sonhos arrumei na "gaveta" trancados a sete chaves?
  • Onde está a minha capacidade de sonhar?
  • O que quero eu para a minha família?

Tantas perguntas, e tudo por causa de uma frase tão pequenina... parece-me que de há uns tempos para cá fiquei com medo de sonhar, de querer, de lançar novos objectivos pessoais e familiares de me superar enquanto mãe, esposa e mulher.

Sim, lançaram sobre nós uma névoa de fumo, disseram-nos que nunca seríamos capazes de seguir em frente, fizeram-nos acreditar que temos de estar quietos e calados, somos massacrados com milhares de notícias sobre a crise, sentimos a crise nas nossas vidas e perdemos a capacidade de "dar o salto", de querermos ser melhores, de querermos alcançar novos objectivos e de dar vida aos nossos sonhos...

Para quem não é crente este passo na vida familiar passará por investir um esforço maior em actividades conjuntas que unam a família em torno de um sonho, de um objectivo. Para as famílias crentes essa união terá de passar pela oração:

“Se não rezarmos, nunca conheceremos a coisa mais importante de todas: a vontade de Deus a nosso respeito; e repousar na oração é particularmente importante para as famílias, onde aprendemos a amar, a perdoar, a ser generosos e disponíveis e não fechados e egoístas”. 

E depois existe ainda uma coisa muito especial que a maioria das pessoas não compreende, todas as crianças negligenciadas e abandonadas, todas as que não têm família são da nossa responsabilidade, são as nossas crianças e os nossos jovens, também eles farão parte do futuro do país!

Disse ainda o Papa:

“Estar prontos para ir além dos limites de suas casas e cuidar dos irmãos e irmãs mais necessitados. Que se interessem de modo especial por aqueles que não têm uma família própria, especialmente os idosos e as crianças sem pais: “Nunca os deixem se sentir isolados, sozinhos e abandonados, mas ajudem-nos a saber que Deus não os esqueceu”. » (aqui)

DSCF1803.JPG

 

Será que ainda vamos ter medo por muito mais tempo?

4 comentários

Comentar post