Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

No dia internacional da MULHER

Recordo a história desta MULHER que me deixou num verdadeiro estado de choque, talvez porque o li ainda muito nova e mesmo sabendo que em muitos locais as mulheres valem menos do que nada nunca, jamais imaginaria que se pudessem cometer crimes destes... era jovem, mas agora já não sou, sei que ainda existem milhares de outras Souad por isso aqui fica a minha sentida homenagem a todas as mulheres que lutam minuto a minuto para serem reconhecidas como pessoas com valor, com inteligência, com sensibilidade!

 

Souad tinha dezassete anos e estava apaixonada. Na sua aldeia da Cisjordânia, como em tantas outras, o amor antes do casamento era sinónimo de morte. Tendo ficado grávida, um cunhado é encarregado de executar a sentença: regá-la com gasolina e chegar-lhe fogo. Terrivelmente queimada, Souad sobrevive por milagre. No hospital, para onde a levam e onde se recusam a tratá-la, a própria mãe tenta assassiná-la.

 

queimada.jpg

 

Deixo o desafio: bloggers podem deixar aqui ou nos vossos blogues mais livros sobre MULHERES cheias de coragem, que sobreviveram e contaram as suas histórias!

 

 

Porque o Dia Internacional da Mulher é muito mais do que uma festa com champanhe...

7 comentários

Comentar post