Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quarta-feira, 04.03.15

O curso que não se faz na escola

Parece que foi há tão pouco tempo e já passaram uns bons meses desde que frequentámos o curso de Planeamento Familiar Natural em Lisboa, como não podia deixar de ser aqui fica o calendário e temas do próximo curso.

 

Nunca pensei que fosse tão importante para a minha saúde e para o meu casamento frequentar este curso, por isso dei testemunho dele nestes textos e continuarei a dar!

 

Quem quiser aprender aquilo que não se aprende na escola, tem aqui uma oportunidade de ouro, eu acredito que todos/as temos o direito de conhecer bem tudo o que nos diz respeito nestas questões, cada pessoa ou cada casal é livre de escolher e optar, mas se só conhecemos uma realidade a escolha poderá estar muito influenciada... por isso se têm dúvidas, vão, aprendam e fiquem a conhecer este curso que nos ensina tanto e nos dá a oportunidade de saber com exactidão quais são os dias férteis, aqueles em que podemos engravidar e a partir daqui é gerir a nossa vida consoante as nossas capacidades físicas, mentais e espirituais!

 

Nós aprendemos com relativa facilidade um destes métodos, aquele que estamos a utilizar, sabemos todas as regras!

Se as cumprimos?

 

... isso já é outra conversa... 

 

Mas vamos lá então aos detalhes do curso:

«A Associação Família e Sociedade vai realizar o próximo curso de Métodos Naturais de Planeamento Familiar, nos dias 14 e 21 de Março (das 14h30 às 19h), em Lisboa, no Auditório da Rádio Renascença (R. Ivens 14). Para inscrição ou mais informações clique aqui

 

Métodos Naturais de Planeamento Familiar
Se há uma conquista que se vai desenhando positivamente no pensamento do Homem moderno, essa é, certamente, a consciencialização da necessidade de respeitar o ciclo da natureza e a sua sabedoria intrínseca.
 
Cada vez mais, compreendemos que há uma lógica intrínseca em cada coisa: nos animais, nas plantas, no mar, no tempo… Uma lógica, uma verdade, que convém perceber e respeitar. O mesmo se passa no Homem. Na mulher. No nosso corpo.
 
Por isso, cada vez mais se fala de respeitar o biorritmo. E escandalizamo-nos com tudo o que possa “magoar” o curso natural da evolução da Terra, enquanto vamos, a pouco e pouco, percebendo que violentar a Natureza pode ter, e muitas vezes tem, custos pesados.
 
É, pois, essa lógica intrínseca na natureza do Homem, essa verdade “natural” do corpo humano, particularmente do ciclo da fertilidade feminina, que é bom compreender, para respeitar e dominar, de que tratamos ao estudar a Regulação Natural da Fertilidade.
 
Conhecer e dominar. Mas será a Regulação Natural da Fertilidade um método fiável?
Sim, não só é fiável, mas apresenta aspectos positivos que não são frequentemente postos em evidência. Por exemplo:
 
1.      Tem uma percentagem de eficácia de 98 %.
2.      Não apresenta efeitos secundários.
3.      Tem grande eficácia como resposta a problemas de infertilidade.
4.      Não comporta praticamente custos adicionais.
 
Algumas precauções são, no entanto, necessárias no que diz respeito ao método: é preciso aprendê-lo e dominá-lo, para o poder utilizar de forma eficaz.
A quem se dirige o curso? A profissionais da saúde, noivos e casais desejosos de conhecer o funcionamento de ciclo feminino.»
 
 ****
 
A nosa família é realmente uma benção!
 

filhas.jpg

(foto de 08.07.2008: o 1º encontro cara-a-cara das manas) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:05


6 comentários

De Elsa Valverde a 04.03.2015 às 17:46

Olivia, quanto aos custos adicionais do método estás a referir-te ao papel que se gasta para anotar as observações... :).
Bjs para todos.

De Olívia a 04.03.2015 às 18:44

... e o dos banhos de água fria... 

Estou na brincadeira, essa parte foi toda copiada do site AFS, parto do princípio que se refere ao facto de que pagamos o curso e depois não tem mais custos... 


Para quem não segue as regras arrisca-se a ter mais uns custos... depois de uns 9 meses... 

De BataeBatom a 05.03.2015 às 00:55

É muito importante alertar para o Planeamento Familiar e, mesmo que os participantes não queiram optar pela Regulação Natural da Fertilidade, nunca é demais conhecermos o funcionamento nosso próprio corpo, nomeadamente os ciclos femininos! :)
(É lindo que o primeiro encontro das manas esteja registado!!! :D)

De Olívia a 05.03.2015 às 09:06

Exactamente, se cada uma de nós se conhecer bem, sente-se uma pessoa mais confiante, independentemente de utilizar ou não os métodos.
--- ^.^---
O encontro das manas foi muito emotivo!!!

De Rita a 26.05.2015 às 21:24

Cara um de nós deve conhecer o seu corpo. O Planeamento Familiaré muito importante.

De Olívia a 27.05.2015 às 09:18

É mesmo verdade Rita!
Obrigada pela visita e pelo comentário!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  



Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt