Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

O grande dia

Recuar no tempo é bom.

 

Devia ter escrito este texto logo no dia de Páscoa, mas a verdade é que foi um dia tão preenchido que não consegui sequer ligar o computador. E depois o tempo foi passando e já estamos a meio da segunda semana de Páscoa! Bem, que corre-corre é a minha vida!

 

Depois de um sábado chuvoso e cinzento, o domingo foi um dia com sol, aliás na Páscoa cantamos sempre um cântico que é: "nasceu o sol da Páscoa"... e é verdade, em cada Páscoa o Sol tem mais força! Este ano coincidiu com a mudança a hora e foi um dia realmente grande e cheio de luz!

 

Durante a manhã demos início à nossa pequena tradição que consiste basicamente em comer todos os doces que se quiser sem sequer ter de pedir autorização (o hábito é tão forte que andei o dia todo a dizer "podes comer o que quiseres"), ao almoço juntámos a família mais próxima e em clima de grande alegria fizemos a nossa refeição, que não tem nada a ver com a tradição do borrego assado... foi imaginem carne de porco à alentejana, uma comida que adoramos!

 

Durante a tarde deu para descansar um pouco e preparar a grande festa! Era suposto irmos mais cedo para a igreja, mas a Lúcia fez uma sesta tão boa que quase nos atrasávamos...

 

A nossa igreja estava linda, toda com flores em tons de branco (em vez das cores que costuma ter): era a primeira comunhão da Maria!

 

Por falar em branco, a Maria levou um vestido completamente ultrapassado, mesmo fora de moda... eu só soube nas vésperas que afinal a minha irmã não lhe ia comprar um vestido novo... é que ela queria levar o meu vestido... de 1988 imaginem! Claro que a avó fez uns arranjos pois ela é mais magrinha... 

 

A missa decorreu com grande simplicidade, acendemos as nossas velas do batismo no círio novo (quem já não tem, leva uma a substituir) - tradição que iniciámos no ano passado uma vez que não temos Vigília Pascal) e o grande momento chegou! Que emoção! Que alegria!

 

IMG-20160328-WA0003.jpg

 

 

No final houve bolinho que a minha mãe fez para oferecer às pessoas, e houve quem me dissesse que somos uma família abençoada...

 

E é verdade, sinto-o todos os dias, mas nesta Páscoa senti ainda mais!

 

 

 

 

5 comentários

Comentar post