Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Oração

Recordo-me com frequência da passagem da Bíblia onde os discípulos pediam a Jesus «ensina-nos a rezar» e porquê? Porque nos últimos tempos esta é uma questão que me tem vindo a moer a cabeça. Desde pequenina que aprendi que devemos rezar, e verdade seja dita nunca deixei de o fazer, umas vezes com mais afinco outras nem tanto. Por vezes até acho que faço uma boa oração, mas como me dizia o pároco aqui da paróquia quanto mais nos colocamos perto da Candeia que alumia melhor vemos os nossos defeitos...

Certo dia num blogue descobri que nós mães deveríamos tirar um pedaço do nosso dia a reservá-lo à meditação, pareceu-me bem e nesse dia na hora do almoço pensei: vai ser agora, durante quinze minutos vou meditar.

Assim contei 5,4,3 (pareceu-me uma boa ideia a contagem regressiva para oficializar a coisa),2,1, agora!

A primeira coisa que pensei foi: e agora Meu Deus aqui estou calmamente e com tempo apenas para pensar na minha vida, sabes gostava muito que certas coisas corressem melhor, ai meu Deus ensina-me a ver melhor as coisas, às vezes ando tão perdida nem sei o que fazer com a Gui, a Mimi só faz birras, o meu marido muitas vezes tão longe de casa... e continuei até que o alarme do telefone tocou para me recordar que tinha terminados os meus 15 minutos de meditação. Despertada deste estado apercebi-me que para mim meditar era rezar! Coisa estranha... então não devia ser uma coisa do tipo encontrar o meu eu? Se calhar o meu eu era afinal a minha família, se calhar andava a dedicar tão pouco tempo a Deus que Ele achou que era boa ideia falar comigo neste horário nobre que arranjei para mim!

Uns meses mais tarde descobri a alegria de pertencer às Famílias de Caná, de ser igreja familiar na grande igreja católica e de poder, juntamente com o meu marido e as minhas filhas, rezar todos os dias.

Tem sido uma verdadeira revolução na minha vida e na maneira como olho para os acontecimentos do meu dia, ouvi no outro dia num programa de rádio alguém que dizia que devemos encontrar a Deus mesmo no meio das panelas e dos tachos porque Deus não está lá num local distante, está aqui comigo, no meu dia, na minha vida!

Estou neste momento a fazer um esforço para aumentar o meu tempo de oração diária e de continuar a aprender a rezar porque talvez ainda não tenha aprendido bem como se faz...

(Agora vou continuar a ler o livro da Ir. Briege Mckenna - Milagres Hoje - parece que ela tem qualquer coisa para me ensinar...)

 

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D