Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Perguntas & Respostas #1

P. Alguma vez se arrependeram da decisão de adotar?

 

R. Não.

Por mais complicado que fosse o processo, por mais tempo que tenha demorado, nunca pensámos em desistir. Os primeiros tempos de adaptação foram difíceis, não tivemos apoio de nenhuma entidade do estado, pelo que foi muito importante termos tido contacto com outra família que tinha adotado. Mesmo nessa altura não nos arrependemos. Sentimos medo, ficámos com a sensação de que se calhar não estávamos a ser bons pais, que as coisas podiam ter sido diferentes, mas conseguimos sempre equiparar a adoção a uma gravidez, tentando adaptar teorias e técnicas para conseguir ultrapassar os problemas. Sempre que um grande problema surgiu - e já foram muitos - as pessoas têm tendência a sugerir que só acontece a quem adota, mentira, das grandes. Todos os filhos podem ter problemas, independentemente de serem ou não biológicos. O mesmo em relação às doenças.

 

Para adotar  - muito mais do que querer um filho - é preciso querer amar, acolher, aprender, recomeçar. Cada dia é um novo dia, o tempo vai passando e um dia descobres que a vida não tinha qualquer sentido se fosse de outra forma.

 

 

Para colocarem as vossas perguntas cliquem AQUI Na próxima semana respondemos a mais uma!!!