Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Sem escolha

Esta é uma época em que muitos pais ficam verdadeiramente sem escolha. Estou a referir-me às festas de Natal nas escolas dos filhos. e quem diz na escola diz no ATL ou no ballet, enfim é um sem número de "requisições" e convites a que muitos de nós não consegue responder "sim".

 

Este ano, a festa na escola da Maria foi ontem, às 10 da manhã... só por si este não é um horário muito feliz para quem trabalha, mas ao ver o convite fiquei verdadeiramente triste. Afinal coincidia com as consultas da Lúcia no centro de saúde e no hospital. A Margarida este ano também não podia ir pois tinha aulas toda a manhã...

 

Não dava para escolher.

 

Se por um lado ver a participação da Maria enquanto "Anjo" na encenação da belíssima história do nascimento de Jesus era muito importante para mim enquanto mãe, a saúde da Lúcia também o era.

 

Assim fiz aquilo que pude. De manhã bem cedo levei a Maria à escola, depois fui vê-la já com a sua roupa de anjo e deixei-a tranquila quando lhe disse que a avó e a madrinha estavam já sentadas na plateia para assistirem à festa.

 

No meio de um temporal regressei ao carro para ir para casa onde o pai estaria já à nossa espera para uma tarde de consultas e exames.

 

Quando íamos já a caminho recebi uma mensagem da minha irmã, tudo correra bem e a Maria estava linda e muito orgulhosa de ter participado na encenação!

 

IMG-20151215-WA0000.jpg

 

 Fiquei mais descansada, mas não fiquei verdadeiramente feliz... uma mãe não devia ter de escolher quando se trata dos filhos. Mas a vida é mesmo assim, existem alturas em que simplesmente não nos é permitido escolher. 

 

Fazemos o melhor que pudermos, e o mais importante é que no fim do dia, somos recebidas com um sorriso e com o relato daquilo a que infelizmente não pudemos assistir.

 

No fundo, elas sabem (ou saberão) que fizemos tudo o que foi possível, que estamos com elas em todas as alturas da vida ainda que não possamos estar fisicamente, estamos no coração e no pensamento!

 

No fim do dia agradeci pelos resultados dos examens da Lúcia que felizmente foram os melhores, e pela compreensão da Maria quanto à festa de Natal!

 

Sempre que cultivamos os laços entre família no nosso dia-a-dia estamos a alimentar um amor maior do que a presença física, e é nestas alturas difíceis que vemos o quanto é importante o tempo que passamos juntos!

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D