Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!

sexta feira

Chove a potes lá fora, diz que vai ser assim todo o fim de semana. A primeira coisa que me salta ao pensamento é que os cestos da roupa suja estão cheios... e vai ser uma tremenda chatice enxuga-la... depois a casa vai andar cheia de pegadas e o alpendre todo cheio de salpicos de lama... viver no campo tem destas coisas. Não vou poder abrir as janelas para arejar, nem colocar as colchas ao sol para apanharem ar, vou começar a colocar em sacos aquelas roupas que não vestimos porque não nos servem... deitar fora, dar, guardar...

 

 

Mas, terei a lareira acesa aconchegando toda a casa, podemos ligar o forno de lenha para fazer qualquer assado no domingo, quem sabe até podemos fazer bolachas caseiras para levar nos lanches da próxima semana, vamos testar um novo bolo, com farinha integral e açúcar mascavado a ver como o pessoal reage. 

 

 

Pretendo avançar um bom bocado na reorganização do móvel da entrada, do hall e da "biblioteca", nada como um dia de chuva para atirar com coisas para o lixo. Ainda tenho de ver onde vou entregar algumas coisas que ainda estão em condições. Combater esta permanente necessidade de estar rodeada de coisas é uma tarefa contínua, tenho feito um grande esforço para não me deixar ir na vontade de guardar tudo... deitar fora, dar, guardar...

 

 

Apesar de não ser propriamente um propósito quaresmal, esta dura tarefa de tornar mínimos os nossos pertences encaixa na perfeição em pessoas como eu. Talvez seja um bom hábito a manter. Duas vezes por ano, dar volta a tudo e retirar de casa o que não se precisa.

 

 

Tenho muitos livros de culinária, daquelas coleções que se faziam com as revistas, estão em casa desde sempre e nunca fiz uma única receita de lá. Vou dá-los. Livros da escola das miúdas... vou dá-los, ou mandá-los para o ecoponto que estão muito estragados... deitar fora, dar, guardar...

 

 

E os brinquedos? Tantos. Uns na sala, outros no quarto, mais ainda na cozinha... deitar fora, dar, guardar...

 

 

E papeis... oh os papeis...

 

deitar fora, dar, guardar...

 

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D