Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adotar Amar Viver

Somos uma família católica que investe no tempo de família, aprendendo e ensinando, amando e vivendo com simplicidade. Somos o Álvaro e a Olívia, a Margarida, a Maria e a Lúcia!



Quinta-feira, 29.01.15

Tirado do baú #2

A juventude é a época em que tudo está acelerado! Tudo parece importante, tudo é explosivo, cada palavra, cada gesto é interpretado com grande significado! As cores têm mais vida, o céu é mais azul, as palavras mais sentidas e os sonhos não têm limite!

Quem não se recorda das amizades dos tempos de escola? Dos almoços e lanches, das piadas e das conversas animadas no bar da escola, debaixo das árvores no recreio ou nas filas para o almoço na cantina? Nos intervalos grandes íamos até à sala dos alunos onde estava uma televisão na VH1 ver os videoclips das músicas da moda!!!!

Dos meus tempos de estudante guardei uma coisa bem guardada, dois cadernos cheios de frases, versos e letras de canções, uma recolha afincada por entre várias amigas, uma compilação de histórias e momentos!

IMG_20150128_152103.jpg

IMG_20150127_205441.jpg

  (as canetas de tinta permanente... não permeneceram assim tanto tempo...)

 

Ora, estes destes cadernos estiveram guardados no sótão muitos anos, e vieram comigo para a casa nova quando casei, mas nunca mais tinham visto a luz do dia, não fosse a Mimi ter recordado aquela frase tão bonita e ainda estariam guardados mais uns anos... a frase essa claro que também consta do registo sob o número 32:

IMG_20150128_152035.jpg

 

Quando os computadores ainda eram uma miragem, quando não havia tablets, nem telemóveis para mandar sms, muito menos facebook... eu e as minhas amigas tínhamos este passatempo: cada uma procurava o maior número de frases e quadras e depois passávamos a limpo para um caderno fazendo assim uma espécie de enciclopédia das quadras e versos e como éramos mesmo organizadas até íamos numerando as frases... afinal isto era um assunto muito sério!

Podemos ler coisas tão variadas como n.º131

«Duas flores dentro de água

nunca podem murchar

é como a nossa amizade

que nunca pode acabar!»

 

e ainda no n.º 180:

«Quando fores velhinha 

naquela terra distante

lembra-te da tua amiga

dos tempos de estudante»

 

para terminar aqui fica mais uma pérola (n.º24):

«No dia do teu casamento

Há-de haver um bailarico

Até debaixo da cama

dançará o penico!»

 

 

Dá-me a sensação que a nossa juventude foi muito livre, muito despreocupada, combinávamos às 10 em tal sítio e lá estávamos, agora... ainda falta um bocado já andam todos a mandar mensagens por que A ou B não aparecem... vivem a olhar para o telefone para não perderem nada do que possa estar a acontecer e depois nem reparam nos olhos dos amigos... se estão alegres ou tristes... eu gostei bastante de ser uma jovem rapariga nos anos 90!

Fui uma privilegiada, dava-me bem com toda a gente, e não me metia em confusões... nunca fui de andar com as "estrelas da escola", mas dava-me bem com as "minorias", pregávamos partidas uns aos outros e ríamo-nos a valer! Ninguém levava a mal, se havia problemas eram logo ali resolvidos com uns berros e uns abanões... o tempo corria devagar... a vida era divertida e alegre, desde cedo que a minha mãe me dava responsabilidades, ia à loja buscar o que era preciso e tomava conta da minha irmã (nasceu quando eu tinha 12 anos), fazia recados como ir pagar a água ou a luz... estudava com gosto e adorava estar com as minhas amigas.

De vez em quando tínhamos as chamadas "festas do pijama" ficávamos na casa umas das outras, acordadas até tarde, escrevíamos disparates em blocos, comíamos doces até nos doer a barriga e ouvíamos a Rádio Cidade, claro que no outro dia ...era Domingo!!!

 

Depois conheci o meu príncipe... apaixonei-me e a vida ficou ainda mais bonita!

 

n.º 52

«O Amor é o arquitecto do universo»

Desconhecido

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Olívia às 06:16


2 comentários

De Bruxa Mimi a 29.01.2015 às 17:55

Esses cadernos são uma preciosidade! :-)

De Olívia a 30.01.2015 às 09:08

Estou tentada a guardá-los e passá-los para as filhotas, afinal é uma herança preciosa... apesar de não ter valor monetário!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa de temas

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Frases nossas

«Mais do que um processo judicial ou burocrático adoptar é amar uma criança e torná-la nossa filha»

Fale connosco através de

olivia.adocao@sapo.pt